quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Ponte de madeira em péssimo estado de conservação em Santo Eduardo

Aspecto de abandono na Rua Amaro Batista Ramos

Ponte de madeira, interditada pela Defesa Civil.

Como se não bastasse as péssimas condições de manutenção da Rua Amaro Batista Ramos, no Bairro São Sebastião, em Santo Eduardo, agora parece que a situação piorou um pouco mais: uma ponte de madeira que passa por cima do Córrego 69 está prestes a cair!

Segundo informações, a Defesa Civil esteve no local, como pode ser comprovado na foto acima e interditou a ponte, mas alguns insistem em passar por ela colocando em risco as suas próprias vidas.
Os moradores da rua, que convivem com outros problemas, agora tem mais esse para se revoltarem.
Alô, secretaria de obras, estamos ansiosos por boas notícias!

3 comentários:

Anônimo disse...

vamos prestar atenção para que não aconteça a mesma coisa que a outra ponte de madeira ,sai a verba mais não o conserto.

Ivone Louvain disse...

Sandoeduardenses:
Este problema seria facilmente resolvido se tomássemos uma "postura" e pararmos de nos contentarmos com "um jeitinho".. pois '"mais tarde"... MAIS TARDE, QUANDO? ATÉ QUANDO?...
Enquanto permitirmos farão isto e muito mais diante de nossos olhos... e riremos, riemos muito... COMO HIENAS!!!!!!!!
Conscientizem-se de que contribuimos para eleger pessoas que defenderão os interesses da comunidade. Nos viram as costas? Daremos a resposta, aprendendo a votar... NÃO TROQUEMOS OU VENDAMOS nossos votos(ÚNICO PODER, que ainda temos, e não sabemos o que fazer com ele!!!)por PROMESSAS VÃS...
A hora é agora!!! Não atendeu as necessidades da COMUNIDADE? Cobraremos o que nos é devido!
Lembrem-se de que QUEM PÕE NO PODER, TAMBÉM PODE TIRAR... fiquemos mais atentos, cobrando e falando a quem pode resolver... pois do contário estaremos "trabalhando para o inimigo"
Esqueceram do COLLOR?????
NÃO ACEITEM O RÓTULO DA "MEMÓRIA CURTA"... isto é PASSADO!
"Um mais um É SEMPRE MAIS QUE DOIS!" Ou seja, JUNTOS FAREMOS TODA A DIFERENÇA!
U N I - V O S!!!!!!!!!!!!
Não tenham medo de "mostrar suas caras"... JÁ NÃO TEMOS MAIS O QUE PERDER!
Não permitamos que "nos tirem" a dignidade e o orgulho de sermos da terrinha... nosso berço...

Ivone Louvain disse...

Qualquer semelhança é mera coincidência...

E TUDO MUDOU...


O rouge virou blush,
O pó-de-arroz virou pó-compacto,
O brilho virou gloss,
O rímel virou máscara incolor;

A Lycra virou stretch,
Anabela virou plataforma;

O corpete virou porta-seios ...
Que virou sutiã ...
Que virou lib ...
Que virou silicone!

A peruca virou aplique ... interlace ... Megahair ... Alongamento!

A escova virou chapinha,
'Problemas de moça' viraram TPM;

Confete virou MM;

A crise de nervos virou estresse,
A chita virou viscose,
A purpurina virou gliter,
A brilhantina virou mousse...


Os halteres viraram bomba,
A ergométrica virou spinning,
A tanga virou fio dental...

. . . E o fio dental virou anti-séptico bucal

Ninguém mais vê:

Ping-Pong porque virou Bubaloo,
O à-la-carte porque virou self-service,

A tristeza porque agora é depressão,
O espaguete porque virou Miojo pronto,
A paquera porque virou pegação,
A gafieira porque virou dança de salão,

O que era praça virou shopping,
A areia virou ringue,
A caneta virou teclado,
O LP virou CD,

A fita de vídeo é DVD,
O CD já é MP3,
É um filho onde eram seis,
O álbum de fotos agora é mostrado por e-mail,

O namoro agora é virtual,
A cantada virou torpedo,
E do 'não' não se tem medo,
O break virou street,

O samba, pagode
O carnaval de rua virou Sapucaí,
O folclore brasileiro, halloween
O piano agora é teclado, também...

O forró de sanfona ficou eletrônico,
Fortificante não é mais Biotônico,
Polícia e ladrão virou counter strike,

Folhetins são novelas de TV,
Fauna e flora a desaparecer,
Lobato virou Paulo Coelho,
Caetano virou um pentelho,

Baby se converteu,
RPM desapareceu,
Elis ressuscitou em Maria Rita?
Gal virou fênix,
Raul e Renato,
Cássia e Cazuza,
Lennon e Elvis,

Todos anjos
Agora só tocam lira...

A AIDS virou gripe,
A bala antes encontrada agora é perdida,
A violência está coisa maldita!

A maconha é calmante,
O professor é agora o facilitador,
As lições já não importam mais,
A guerra superou a paz,
E a sociedade ficou incapaz...
... De tudo.
. . . Inclusive de notar essas diferenças.

( Luiz Fernando Veríssimo)