quinta-feira, 29 de abril de 2010

Área da Sáude: faltam médicos na rede e a reclamação é geral!

Hospital de Santo Eduardo: com boa estrutura mas com poucos médicos atendendo.
A Secretaria de Saúde de Campos tem vivido um dilema depois de ter implementado o sistema de marcação de consultas computadorizado. O sistema que "em tese" foi criado com o objetivo de facilitar a vida dos usuários do sistema público de saúde de Campos não tem funcionado como foi planejado, acredito eu, e mediante as inúmeras reclamações dos pacientes de todo o município está longe de estar servindo como referência para o governo Rosinha.

Eu mesmo, só pra citar, fui vítima do ineficiente "sistema computadorizado de marcação de consultas": marquei uma consulta no Hospital de Santo Eduardo para um médico que me consultaria na Santa Casa e esperei 25 dias para ser atendido; quando chegou o dia, me desloquei para a cidade, e chegando lá me deparei com uma fila enorme... e ali permaneci por cerca de 1 hora até chegar no chichê. Foi quando veio a surpresa: a notícia foi que ele não estava mais atendendo no local desde a semana anterior.
Ou seja, além de ser um absurdo termos um Hospital aqui na região, (Hospital João da Cruz Lubanco) que em tese, deveria ser para nos servir com médicos de diversas especialidades para não precisarmos ter que parar em Campos, e ainda quando se chega na cidade para ser consultado o médico não se encontra mais na unidade para nos atender? Há algo de errado no sistema computadorizado, ou seria em quem o opera?

Atenção:

Não precisaria nem lembrar, mas vou!

Não há nada que possa ser pior para um político, quando a Saúde do seu governo vai mal!
Reflete rápido na opinião pública e o resultado geralmente aparece nas urnas.

Não precisamos de marcação de consultas online! Doutor Hirano! e sim de médicos nos postos dos bairros e distritos para atenderem a população!

Descentralizar é o caminho!

Pensem nisso!





5 comentários:

Yla disse...

denÚncias
http://www.prsp.mpf.gov.br/denuncia.htm
disque denúncia : 08006471700
central de denuncias
pedofilia 0800 31 11 19, sp- 181
demais estados(0xx11)3272-7373
antipedofilia@[content suppressed]
polícia federal (ddh.cqdi@dpf.gov.br)
ministério público: dcs@dpf.gov.br
campanha nacional contra a pedofilia na internet
contato@censura.com.br
associação brasileira de provedores de acesso:
secretar@abranet.org.br
http://www.violenciasexual.org.br/
cedeca/bahia
abrapia pelo telefone 0800990500
polícia federal: dcs@dpf.gov.br
ministério público federal:
http://www.pgr.mpf.gov.br
núcleo de prevenção e repressão a
crimes na internet :
do departamento de polícia federal
do rio de janeiro
denúncias pelo e-mail :
nunet.srrj@dpf.gov.br
denunciar pedofilia:
http://www.hotline.org.br/
http://www.abrapia.org.br
http://www.violenciasexual.org.br
http://www.denuncie.org.br

Yla disse...

Há algo de errado no sistema computadorizado, ou seria em quem o opera?

TENTANDO RACIOCIONAR CONTIGO, meu caro amigo...
Com raríssimas exceções,num sistema informatizado de altíssimo nível e última geração",(segundo tecnólogos da UENF) partindo deste pressuposto(?),conclui-se que o MAIOR DE TODOS OS PROBLEMAS ESTÁ ENTRE "A CADEIRA E O TECLADO!"
Será que preciso desenhar ou fui clara? kkkkkkk....perdoe-me o riso, mesmo diante da seriedade do caso!

leonardo R.Martins disse...

Boa Noite Lenilson, mediante a notíçia posta em seu blog, estou defendendo a minha parte, pois quem trabalha neste setor de consultas online na unidade hospitalar de santo eduardo sou eu e por incrível que pareça quem marcou a sua consulta foi exatamente eu.
Sobre uma suposta crítica" de que o problema estaria em quem opera o sistema", posso lhe garantir que me aperfeiçoei da melhor forma possível e se estiver fazendo algo errado foi de quem me passou as instruções .
Sobre a questão de informações erradas sobre horários, médicos que não se encontram, etc.... isso eu não posso confirmar mediante a consulta, eu apenas faço o que foi implantado no sistema e se alguém tem alguma dúvida do que está sendo feito, estou a disposição para mostrar no sistema o que realmente está no sistema e os médicos disponíveis, agora se a suposta informação do sistema não é verídica, não é a min que tem que colocar a culpa e sim nos responsáveis que implantaram esse sistema, como diz o ditado sou pago pra fazer o que me passam, e busco fazer o melhor pra agradar a todos.
Vc lenilson não foi o primeiro a acontecer isso, e já foi feita a reclamação.
Eu reconheço que é lastimável que isso aconteceu, mas estamos buscando o melhor pra população, e acredito que esse sistema melhorou sim, pois as pessoas já saem com as consultas marcadas da unidade, enquanto antes elas deveriam ir e marcar. Erros acontecem, reconheço e peço mil desculpas pelos acontecimentos, mas quero que saiba que não estou criticando ninguém apenas estou me defendendo pois o responsável que marca as consultas nessa unidade sou eu.

Desde já agradeço o espaço e ao mesmo tempo entendo o seu lado.E desculpa por algum erro de ortografia.

*Leonardo R. Martins. - Santo Eduardo

Blog do L. Werneck disse...

Na verdade, até parece que me referi como se o problema fosse daqui, mas eu apenas quis dizer que da mesma forma que é marcada a consulta, o sistema teria por obrigação acusar que o "tal médico" não estaria mais atendendo no local onde o mesmo indicou que ele atenderia, para poder evitar com isso que as pessoas se deslocassem em vão para serem consultadas e quando chegassem no lugar o suposto médico não estivesse mais atendendo, pois isso é muito desgastante, principalmente porque sempre demora para este dia chegar, cria-se expectativas e ansiedades nas pessoas, entende?

Não tive a intenção de direcionar especificamente o problema para a sua pessoa, mas sim para quem o opera, no caso, para o "operador do sistema", (o programador) não o marcador de consultas da unidade, que ao meu meu ver também é vítima deste próprio sistema de coisas mal feitas.
Pode ter certeza que não quis direcionar, repito, a ineficácia da situação para você e sim para o Sistema de marcação de consultas como um todo, que apresenta sim esta falha de comunicação, entre a pessoa que marca a consulta e o local para onde o paciente foi designado a ir consultar.
Me desculpe por alguma coisa.

Blog do L. Werneck disse...

Ah! esqueci!!!
Reitero a minha posição de que o nosso Hospital precisa de médicos de várias especialidades para atender a população. Não queremos ir para Campos para consultar com pediatras, cardiologistas e etc.
Queremos respeito com a nossa população e eles têm que entender isso!