segunda-feira, 19 de abril de 2010

Garotinho anuncia que é pré-candidato ao Governo do Estado

O ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho (PR), anunciou na tarde deste domingo, 18, que é pré-candidato do Partido da República à sucessão estadual do Rio, segundo informações postadas em seu blog. O anúncio foi feito durante o 1º Congresso Estadual do Partido da República.

Segundo o breve texto publicado no blog do ex-governador, os cerca de 5 mil presentes aplaudiram a decisão de Garotinho e diziam "Garotinho voltou!". Ainda segundo o texto, o ex-governador disse que "unidos, podemos mudar o Estado".

Ataques

Garotinho acusou o governador Sérgio Cabral (PMDB), que disputa a reeleição, de enriquecimento ilícito. "O governador não consegue justificar nem a mansão que comprou em Mangaratiba fazendo lavagem de dinheiro. Me processe que eu quero ver, governador Sérgio Cabral. Entre na Justiça e prove que você comprou a mansão que tem com o dinheiro do seu trabalho. Marque dia e hora, convoque a imprensa e mostra como comprou a mansão e dois apartamentos no metro quadrado mais caro do Rio de Janeiro. Não foi como governador", discursou Garotinho.

Em entrevista, Garotinho disse que suas acusações foram apenas a "pré-estreia" do que pretende levantar sobre o atual governador durante a campanha eleitoral. A assessoria de Imprensa de Cabral informou que o governador não vai se manifestar sobre as declarações do adversário.

Garotinho já foi governador do Rio de Janeiro de 1999 a 2002, quando disputou a presidência da República.

Agência Estado

2 comentários:

Anônimo disse...

Quem esse Garotinho pensa que é. Cabral só tem que responder quando ele quiser e não quando Garotinho manda.
Esse falastrão tem é que esclarecer os roubos/desvios que ele está envolvido.

Anônimo disse...

Concordo plenamente.
Esse Garotinho!!!
Com tudo que já passou ainda continua um garotinho malcriado.
Fora Garotinho! Vc, já era!
Não só vc, mais tb toda sua corja.
Sua esposa como prefeita, coitada está sendo um fracasso para todo Distrito de Campos.
A resposta daremos na urna. Aguarde