sexta-feira, 30 de abril de 2010

Testes em humanos de droga que destrói células de gordura deve ocorrer ainda este ano

Em 28 dias, ratos obesos perderam cerca de 10 a 30 % de gordura



Até o final do ano deve começar o teste em humanos de uma droga que busca e destrói células de gordura no corpo. O mesmo processo já é testado com sucesso desde maio de 2009 para combater o câncer de próstata.

“Em teoria, a pessoa poderia comer o que quisesse e emagrecer com a técnica. Mas parando a administração da droga, o peso retorna. Portanto, a mudança de estilo de vida e hábitos alimentares seria necessária para a manutenção do efeito”, conta a pesquisadora brasileira Renata Pasqualini.

Nos estudos feitos desde 2002, por Pasqualini e seu marido Wadih Arap, líderes do Centro de Câncer M.D.Anderson, na Universidade do Texas, em camundongos, ratos e macacos obesos, em 28 dias, a droga elimina de 10 a 30%, depende do peso inicial. Para explicar melhor sua pesquisa, eles estiveram no Brasil durante o A.C.Camargo Global Meeting.

Os cientistas já obtiveram a permissão do FDA (Food and Drug Administration) para fazer o teste em pessoas. Agora, eles só aguardam o FDA dizer quando eles podem começar.

“A pesquisa está avançada, mas ela só deve estar disponível para o público em geral daqui há uns 15, 20 anos”, ressalta o médico Ricardo Brentani, presidente da Fundação Antônio Prudente que promove o evento.

Segundo a médica, não se sabe ainda qual será o método final de uso do remédio. “Sua utilidade pode variar para cada tipo de paciente, ultraobeso, pouco obeso, ou só acima do peso normal. E ele pode não ser indicado para qualquer pessoa dependendo do perfil de segurança em humanos, que vamos investigar quando começarmos os estudos clínicos”.

Matéria completa AQUI

Nenhum comentário: