sábado, 12 de junho de 2010

Cheche de Santo Eduardo volta a funcionar parcialmente a partir desta Segunda-Feira, dia 14, na Escola Municipal Nossa Senhora Aparecida.


Autoridades estiveram neste sábado na Escola Municipal N. Senhora Aparecida para anunciar a adequação provisória da creche em parte do educandário.

A Secretária de Educação, Joilza Rangel, juntamente com o Secretário de Controle e Orçamento, Suledil Bernardino e do Vereador Kellinho estiveram neste sábado na Escola Municipal Nossa Senhora Aparecida, em Santo Eduardo, acompanhando o desenrolar das obras para a adequação provisória da Creche no educandário.

Agora é oficial. A partir desta segunda-feira, a Escola Municipal Nossa Senhora Aparecida abrigará, parcialmente e temporariamente, os alunos da Creche Professor Paulo Freire, que encontra-se fechada desde 2008 devido a problemas na execução das obras de reforma que foram parar na Justiça por super faturamento. Segundo a Secretária de Educação do município, Joilza Rangel Abreu, que esteve neste sábado (12) em Santo Eduardo, o processo que estava na justiça está encerrado e a partir de agora a prefeitura vai poder entrar com um novo processo de licitação para o término da obra. Joilza disse ainda, que decidiu tomar essa posição para facilitar a vida dos alunos que desde o ano de 2008 têm se deslocado para o Espírito Santinho para poderem ser assistidos na creche daquela localidade.
Funcionários reformando os cômodos da escola para receber os alunos nesta segunda-feira.


Só para lembrar: no mês passado eu acompanhei a visita do Vereador Kellinho aqui na localidade, quando o mesmo fez questão de informar que iria acontecer na região um pacote de obras autorizadas pela prefeita Rosinha. Ou seja, parece que o pontapé inicial foi dado, faltando agora portanto, outras tantas reivindicações para serem atendidas em várias instâncias, pois o que não falta são problemas na nossa região, não é verdade?
Bom, eu acho que quem tiver a sensibilidade de percebê-los pode se dar muito bem na política deste ano; aliás, quando o assunto é política, tudo é mesmo uma questão de sensibilidade e percepção, tanto para o bem quanto para o mal da coletividade.

Estamos de olho e torcendo para que tudo aconteça, o quanto antes!

A creche atenderá a crianças a partir dos 3 anos de idade, no Grupo 1 e 2, e também no maternal

Um comentário:

Anônimo disse...

Será que JOILZA conhece a verdadeira e real situação do prédio da CNEC onde funciona a Escola da Prefeitura,para entrar e ir quebrando paredes, fazendo investimentos????????????????? ABRA O OLHO,JOILZA!!!!!!!!!!!!!!!