quarta-feira, 2 de junho de 2010

Estado muda calendário de pagamento dos servidores ativos e inativos

Para atender a uma histórica reivindicação do funcionalismo público estadual, o Governo do Rio de Janeiro decidiu mudar o calendário de pagamento dos servidores ativos e inativos. A partir do mês de julho – pago em agosto -, mais de 367 mil funcionários passarão a receber nos dois primeiros dias úteis do mês, independente da faixa salarial. Até hoje, eles recebiam entre os dias 6 e 8 de cada mês, o que os obrigava a mudar a data de vencimento das contas ou até mesmo fazer pagamentos com atraso.

Serão beneficiados mais de 367 mil servidores ativos e inativos, pois os demais, incluindo pensionistas, já recebem dentro do mês. Os inativos receberão sempre no primeiro dia útil do mês e os ativos no segundo dia útil. Em agosto, por exemplo, os inativos receberão no dia 2, que é uma segunda-feira, e os ativos no dia 3, que é o segundo dia útil de agosto, uma terça-feira.

"Todos vão deixar de passar por aquela humilhação de receber vários dias depois do fim do mês trabalhado, muitas vezes até atrasando contas. Em 1991/1992, quando eu estava no meu primeiro mandato como deputado estadual, me lembro que os servidores chegaram a receber no 18º dia do mês. Uma vergonha. Hoje, eu posso dizer, com muita alegria, que o governo está fazendo o seu papel e respeitando o funcionalismo", afirma o governador Sérgio Cabral.

O secretário estadual de Planejamento e Gestão, Sérgio Ruy Barbosa, explica que essa mudança só foi possível graças ao bom desempenho da receita estadual.

"O fluxo de caixa está permitindo que façamos essa alteração. A folha de pagamento está agora mais favorável do que quando entramos. Em 2007, o pagamento era feito até o dia 10 e conseguimos adiantar, mas ainda não era o que queríamos. Desde o início do governo, nossa meta era pagar a todos nos dois primeiros dias úteis, mas só agora foi possível", diz Sérgio Ruy. O decreto com a mudança na folha de pagamento dos servidores será publicado na próxima segunda-feira (07.06.2010).
O Dia

Nenhum comentário: