quinta-feira, 17 de junho de 2010

Rosinha no ato público na Lapa: “Nahim está preparado para assumir”

Foto: Antônio Cruz

Diante da impossibilidade de estar na cidade para conferir o ato público de apoio ao casal Garotinho, achei muito concisa as interações do jornalista Alexandre Bastos postadas em seu blog hoje. Leiam abaixo a postagem na íntegra e tirem as suas conclusões:


Esperança, revolta e apreensão. Estes foram os principais sentimentos presentes ao ato de apoio à prefeita Rosinha Garotinho (PMDB) no início da noite de hoje (16). Alegando que há um “Pacotão da perseguição” para prejudicar a família Garotinho, Rosinha disse que entregou o seu mandato nas mãos de Deus.

Sobre a possibilidade de ser afastada nos próximos dias, caso não obtenha um resultado positivo no TRE, a prefeita disse que o presidente da Câmara, Nelson Nahim (PR) já está preparado para dar continuidade ao seu governo. “O Nahim esteve em minha casa hoje e conversamos muito. Disse que iremos lutar na Justiça, já que cabem recursos, mas se ele tiver que assumir, vai manter o nosso trabalho. A cidade não vai parar. Falei com o Nahim que para governar bem, basta se agarrar ao povo. É o povo que sustenta”, afirmou Rosinha.

E Garotinho? — Talvez para evitar novas multas no TRE, os aliados do casal Garotinho não exibiram faixas e cartazes de apoio ao ex-governador e pré-candidato do PR ao governo do Estado, Anthony Garotinho, que não participou do ato.

Quantas pessoas?Segundo o Gilmar Barros dos Reis, Comandante do 8º BPM, cerca de duas mil pessoas compareceram ao ato. Já o ex-governador Garotinho disse em seu blog que 10 mil pessoas marcaram presença.

Clarissa na mira?Segundo Rosinha, a próxima vítima pode ser a sua filha, Clarissa Garotinho (PR), que é vereadora no Rio de Janeiro. “Também querem prejudicar a Clarissa. Ela soube que o mandato corre risco. Tudo isso faz parte de um grande plano para enfraquecer a nossa família”, disse Rosinha.

Pudim desabafa — Para o deputado federal Geraldo Pudim (PR(, coordenador da pré-campanha de Garotinho ao governo do Estado, foi um “processinho” que resultou na cassação da prefeita Rosinha, do vice Chicão e, também, na inelegibilidade de Garotinho. “Os poderosos não encontraram nada contra o casal Garotinho. Aí pegaram um ‘processinho’ que se embasava em uma entrevista para tentar enfraquecer políticos que sempre trabalharam pelo povo. Esse golpe não é contra Rosinha, é contra o povo”, frisou o deputado.

Suledil confiante — O secretário de Controle e Orçamento, Suledil Bernardino, disse que se o TRE afastar Rosinha, o TSE vai reconduzir a prefeita. “Lá em Brasília venceremos por goleada”, afirmou.

5 comentários:

Anônimo disse...

O número de pessoas presentes ao ato corresponde mais ou menos ao número de terceirizados, que não conseguiram burlar as ordem da patroa.
O resto é paranóia, que se caracteriza como mania de perseguição.
Xô, família garotinhos!!!

Anônimo disse...

NÃO SÓ XÔ, FAMILIA GAROTINHOS, E SIM
XÔ TODOS OS POLITICOS CORRUPTOS.
SERÁ QUE VAI EXISTIR POLÍTICOS QUE TEM FICHA LIMPA ?

Anônimo disse...

Ele está colhendo o que plantou.
Aqui se faz, aqui se paga!
Agora é sua GAROTINHO

André disse...

Se o vereador Nahin seguir as palavras da prefeita cassada, "para continuar o governo dever ouvir o povo" vai continuar a mesma coisa pois ela não ouve. O que diremos do cunhado, que nada fez nos seus, "acho", que mais de dez anos de mandato.

Anônimo disse...

isto nao e brincadeira gente,pessoas que tem faculdade uma melhor visao,olha a capacitaçao q a prefeita da aos jovens,10 mil casas,entre outros,nao esta o grupo da mesma comprando carros caros como era no outro governo,campos hoje virou um cateiro de obras,deixem cair esta repudia plantada em muitos,q se perguntados nao sabem por q nao gosta da familha garotinho.
nao vai ser magica mas com trabalho q dentro de muito pouco tempo esta politicagem vai terminar,eu estou muito contente com o q vejo,mesmo perdendo um das 2 do outro governo.