sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Debate não afeta a rotina da audiência da TV aberta, diz Ibope

O debate não afetou a rotina de audiência da televisão aberta. Segundo números prévios do Ibope, a Globo, que exibia a semifinal da Copa Libertadores, seguia líder, com 31 pontos de média nos primeiros 25 minutos do debate.

A principal afetada foi a própria Band, que trocou o "Polícia 24 Horas" de horário para exibir o debate, e viu sua audiência cair pela metade logo no início da entrada dos candidatos.

A emissora passou de 6 pontos para 3 pontos de média nos primeiros 20 minutos do debate e ficou em quarto lugar no ranking de audiência, empatada com a Rede TV!. Os números consolidados do Ibope devem ser divulgados na manhã de sexta-feira.


Em debate morno, Dilma e Serra dão destaque aos governos Lula e FHC


Em um debate morno realizado nesta quinta-feira (5) na TV Bandeirantes, Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) se esforçaram para polarizar as eleições presidenciais, mas acabaram dividindo espaço com as frases de efeito do candidato Plínio de Arruda Sampaio (PSOL). Marina Silva (PV) tentou se apresentar como alternativa aos líderes das pesquisas.

O tucano partiu para o ataque primeiro, mas evitou desqualificar o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e até fez elogios à gestão, como tem sido em sua campanha até agora. Em sua estreia em debates, a petista aparentou nervosismo nos dois primeiros blocos, deixando frases incompletas e estourando o tempo para respostas. Depois, a candidata encontrou seu tom.

Também estreante, Marina direcionou sua primeira pergunta a Serra já se apresentando como alternativa. "Tivemos dois grandes partidos que não foream capazes de esquecer as divergências que muitas vezes são da oposição pela oposição", disse.

O octogenário Plínio, que durante o debate teve seu nome na posição número um dos trending topics do microblog Twitter, atraiu atenção com críticas a todos os candidatos, permeadas de ironias e adjetivos que arrancaram sorrisos até dos adversários. Chamou Serra de hipocondríaco e Marina de conciliadora. Ainda classificou políticas de Dilma e Serra de "quinquilharia".

UOL

Nenhum comentário: