domingo, 22 de agosto de 2010

Dica de Saúde: Farinha de berinjela pode evitar obesidade e doenças cardiovasculares


Para se chegar a esta conclusão, foram estudadas 14 mulheres entre 30 e 45 anos, ambas apresentando obesidade
De acordo com um projeto desenvolvido pelo Departamento de Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a farinha de berinjela é um importante suplemento para a redução de alguns fatores de risco cardiovasculares como a dislipidemia, gordura corporal e visceral, pressão arterial sistêmica e altas concentrações de ácido úrico, e para o emagrecimento.
Para se chegar a esta conclusão, foram estudadas 14 mulheres entre 30 e 45 anos, ambas apresentando obesidade, adiposidade central, excesso de gordura corporal e alterações na pressão arterial sistêmica. Estas mulheres foram divididas em dois grupos para fins de comparação:

Grupo A
As mulheres deste grupo foram submetidas, durante 60 dias, a uma dieta hipocalórica (de baixa caloria) com a suplementação de 14g de farinha de berinjela por dia.

Grupo B
Este grupo foi submetido a mesma dieta, durante 60 dias, porém, sem a suplementação com a farinha.

De acordo com Glorimar Rosa, coordenadora do departamento de Nutrição da UFRJ e responsável pela pesquisa, o primeiro grupo apresentou uma redução significativa da circunferência da cintura das voluntárias e o emagrecimento de seis quilos (média), reduzindo o risco de doenças metabólicas como diabetes tipo 2, além da diminuição da concentração sérica de ácido úrico, fatos que não ocorreram no segundo grupo.
"Além de ajudar no emagrecimento, a farinha de berinjela é um suplemento importante para a redução dos fatores de risco cardiovasculares. Portanto, logo que tenhamos a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa, daremos início a pesquisa propriamente dita, empregando suplementação por um período de tempo maior em um número maior de participantes, para obtermos resultados mais promissores", disse Glorimar.
A nutricionista Priscila Cardoso Meirelles, especialista em alimentação funcional e consultora da Longevid, fabricante de farinha de berinjela, completa que um dos maiores riscos para o desenvolvimento das doenças cardiovasculares é o elevado nível de colesterol no sangue, conhecido como hipercolesterolemia. "A farinha de berinjela auxilia, sobretudo, na redução dos níveis de colesterol LDL do sangue e dos níveis de glicose. Além disso, apresenta leve ação diurética, melhoria do funcionamento intestinal, auxílio nos tratamentos de artrite e reumatismo e redução dos níveis de triglicerídeos do sangue", afirmou a nutricionista. (Fonte: Terra).


Nenhum comentário: