quinta-feira, 4 de novembro de 2010

MPF move ação contra 4 militares acusados de tortura durante ditadura


Entre as vítimas citadas na ação, está a presidente eleita Dilma Rousseff.
Eles são responsabilizados por torturas e seis mortes entre 1969 e 1970.




O Ministério Público Federal em São Paulo ajuizou ação civil pública com o objetivo de estabelecer a responsabilidade civil de quatro militares reformados - três das Forças Armadas e um da Polícia Militar de São Paulo - sobre mortes ou desaparecimentos durante o regime militar.

As vítimas seriam seis mortos ou desaparecidos e 19 torturados, todos detidos pela Operação Bandeirante (Oban), coordenada pelo Comando do II Exército em 1969 e 1970.
Entre as vítimas citadas na ação está a presidente eleita Dilma Rousseff, que na juventude combateu o regime militar e foi presa e torturada em 1970. 
A ação pede  que os réus sejam condenados a pagar indenização à sociedade, tenham as aposentadorias cassadas e ajudem a cobrir os gastos da União com indenizações para as vítimas.
Reportagem completa no Site G1

Nenhum comentário: