terça-feira, 23 de novembro de 2010

Prefeito de Campos assina convênio nesta terça com Emater

O Prefeito Nelson Nahim assina convênio nesta terça-feira (23) com o governo do Estado para promover o desenvolvimento da agricultura do município. A solenidade será às 11h, no gabinete do prefeito, na sede da prefeitura e o convênio será celebrado entre o prefeito, o Superintendente Regional do órgão, José Castro de Macedo, o secretário municipal de Agricultura, Carlos Frederico Paes, e a supervisora regional da Emater, Ivany Rubião.
     
Em reunião prévia realizada no dia 11, no gabinete do prefeito com técnicos da Emater e da secretaria de Agricultura, o prefeito ressaltou o objetivo de implementar um amplo projeto de desenvolvimento para o setor agrícola do município. E, para tanto, externou o desejo de firmar o convênio para cooperação técnica com o órgão estadual de extensão rural.
    
O prefeito pediu caráter de urgência ao encaminhar a mensagem para a análise jurídica da Procuradoria Geral do Município que, em seguida, foi encaminhado para análise na Câmara. “Tenho dito que a Agricultura é prioridade no meu governo. Temos que ter pressa na execução de políticas públicas para a área, porque o município é de vocação agrícola e temos um expressivo número de pessoas na agricultura familiar que carecem de apoio para arar a terra para produzir alimentos”, disse o prefeito.
    
Nelson Nahim explicou que Campos tem um total de 11.200 produtores rurais, dos quais 3.280 são pequenos agricultores na agricultura familiar. “Investimos na aquisição de maquinário para a terra e para preparar estradas vicinais. Apoiamos os produtores com diversos programas, como o de inseminação artificial, que melhora a qualidade genética do plantel leiteiro. A prefeitura vai caminhar, junto com o Estado, a realização de um conjunto de políticas agrícolas, na área pesqueira, de pecuária e turismo rural”, acrescenta.
    
Na Emater, Ivany Rubião destaca que os agricultores vão receber apoio técnico e consultoria para acessar recursos através de vários programas, como o Rio Rural, Rio Genética, Estradas da Produção, Bem Estar Social e, ainda, acesso a serviços como elaboração de supervisão de crédito, laudo técnico, apoio à comercialização da produção no campo, capacitação à família rural e outros benefícios, como campanhas educativas.



campos.rj.gov.br

2 comentários:

Anônimo disse...

Será?
Será que, finalmente, o município terá um projeto e investimento na agricultura?
Será que a compreensão que para que se tenha qualidade de vida na cidade, pressupõe qualidade de vida no campo e que, nem sempre a recíproca é verdadeira, está ocorrendo no município?
Será que perceberam que produzir alimentos, com controle rígido de agrotóxicos, com capacidade de abastecer o município, trará qualidade de vida para a população?
Será que entederam que o forte do município está na agricultura e que o município, depois do consumo interno, poderá se tornar exportador do excedente, e deixar de ser o grande importador que hoje é?
Será que os assentamento do MST serão contemplados e mais que isto, serão convidados a contribuir com a experiência que possuem na agricultura familiar?
Espero que não sejam propostas eleitoreiras, visando à eleição extemporânea, causada pelos desmandos da familis garotinho.
Espero, também, que o irmão garotinho (não carregue a mesma herança) seja a "ovelha negra da família..."
Se as minhas indagações procederem, todos sairão ganhando: população consumidora,produtores rurais, o município, que gerará mais emprego e divisas (mais!), comerciantes e por que não, a gestão política, na figura do atual prefeito interino, que der a canetada!!!
Como gostaria de não estar sonhando, divagando...

Blog do L. Werneck disse...

Bom, especificamente para a região de Santo Eduardo, primeiro, poderiam resolver a questão da Emater, que nem Sede própria têm, visto que o único escritório de nossa região funciona num cômodo do Centro-pró-melhoramentos.
O Governo de Campos poderia ceder um espaço definitivo para eles e a secretaria de agricultura vir junto com uma equipe de apoio regional para dar suporte aos produtores rurais, que por sinal, estão cansados de tantas promessas e tanto descaso.