sábado, 1 de janeiro de 2011

Sérgio Cabral toma posse como governador do Rio


Destaques do discurso de Cabral:
“Reafirmo que, em 2014, não haverá uma comunidade, um bairro do nosso estado dominado pelo poder paralelo, seja miliciano ou do tráfico”, prometeu Cabral. “Quero assumir o compromisso de que, em 2014, o Rio de Janeiro estará entre os cinco melhores no Ideb. Esse é um compromisso meu com o povo do estado”, afirmou o governador.
O estado do Rio ocupa, hoje, o penúltimo lugar no ranking nacional, de acordo com o resultado divulgado pelo Ministério da Educação. “Segurança e educação são prioridades. Sem isso, as demais políticas públicas ficam capengas. Não podemos ter essa situação vexatória de controle armado do tráfico. Teremos um plano de metas ambicioso para educação, com resultados com bonificação”, afirmou.
Um pouco antes, Cabral reconheceu que há deficiências na área de educação do estado. “Avançamos na educação, mas não o suficiente. Educação demanda política e planejamento de médio e longo prazos”, discursou.
Governador indigna-se mais uma vez contra retirada dos royalties
No discurso, Sérgio Cabral reforçou a indignação contra a retirada dos royalties do petróleo do estado do Rio. “Acreditamos na distribuição de renda, e respeitamos os 27 estados brasileiros, mas não vamos, em hipótese alguma, abrir mão dos nossos direitos”, enfatizou. “Quero agradecer ao povo que foi às ruas comigo dizer não a covardia contra a retirada dos royalties do nosso estado”, complementou.

Nenhum comentário: