quinta-feira, 24 de março de 2011

TCE declara ilegal contrato da Prefeitura de Campos com Santander

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) declarou a nulidade do contrato firmado entre o Município de Campos dos Goytacazes e o Banco Santander, celebrado à época do Prefeito Alexandre Mocaiber, em 2007, no valor de R$ 55,5 milhões, por vários fatores, como a falta de publicidade do processo de licitação. O TCE aplicou ainda multa ao prefeito Alexandre Mocaiber (PSB), no valor de R$ 5.338,00 (o equivalente a 2,5 mil UFIR-RJ) e expediu ofício ao Ministério Público para conhecimento dos fatos.
O contrato de exclusividade com o Santander para a folha de pagamento dos servidores municipais de Campos se encontrava em análise pelo TCE desde 2008 e teve sua ilegalidade declarada no final de fevereiro de 2011, com o comunicado oficial tendo sido feito hoje ao município.
 No mês passado, por exemplo, a Prefeitura injetou cerca de R$ 34 milhões na economia local com o pagamento de 20.762 servidores efetivos, comissionados e contratados diretos. Certamente, vai ter muito banco interessado nesse montante.
Na Geral - Luiz Costa

Um comentário:

Anônimo disse...

Resta saber para qual outro banco de interesse da prefeita seremos vendidos como um pacote!
Sem nenhuma consulta prévia nos vendem como mercadorias!!!
Por que não os bancos públicos, como a caixa ou banco banco do brasil???