segunda-feira, 25 de abril de 2011

Campanha de vacinação contra a gripe começa hoje. Dia 30, tem dia "D".

A Prefeitura de Campos inícia nesta segunda-feira (25), a 13ª Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe, que acontecerá em todo o país até o dia 13 de maio. No sábado seguinte ao início da campanha, 30 de abril, ocorrerá o Dia de Mobilização Nacional para estimular a ida da população aos pontos de imunização - o Dia D. A vacina a ser distribuída protege contra os três principais vírus que circulam no hemisfério sul, entre eles o da influenza A (H1N1). 
 
A campanha deste ano traz uma novidade: o Ministério da Saúde ampliou a cobertura da vacinação contra a Influenza do Sistema Único de Saúde. Dessa vez, além de idosos e populações indígenas, atendidos desde 1999, serão imunizadas crianças entre seis meses e dois anos, gestantes e profissionais da saúde. Para participar da campanha, a população deve levar o documento de identidade e o cartão de vacinação, caso tenha.
 
No Brasil, cerca de 65 mil postos estarão inseridos na campanha. A meta é imunizar 23,8 milhões de brasileiros. Em Campos, cerca de 64 mil pessoas devem ser vacinadas. Entre os dias 25 e 30 de abril, haverá um ponto fixo de vacinação na sala 5 da sede da Secretaria, das 8h às 17h. Já no Dia D, a vacinação vai acontecer também em 62 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e no Centro de Referência e Tratamento da Mulher (CRTM), na Rua Gil de Goes, no mesmo horário.
 
Além disso, a Secretaria vai vacinar a população acamada em casa. O agendamento deve ser feito através do telefone             (22) 2726-1378      . Os profissionais de saúde também receberão atendimento em seu próprio local de trabalho. A Secretaria montou uma rota para atendê-los nas UBSs e nos hospitais. Nos dias 2 e 3 de maio, serão vacinados os profissionais do Hospital da Unimed. Nos dias 4 e 6 de maio, os do Hospital Escola Álvaro Alvim, enquanto entre os dias 9 e 11 de maio será a vez dos profissionais do Hospital Ferreira Machado.
 
Indicações - A vacina é segura para todos e não oferece risco algum. A maioria das reações adversas é leve, como dor e sensibilidade no local da injeção. No entanto, quem tem alergia a ovo não pode tomar a vacina. Os pais devem levar as crianças duas vezes aos postos de vacinação, quando será aplicada meia dose em cada vez. É essencial que a criança retorne ao posto de saúde 30 dias após receber a primeira dose da vacina para que seja aplicada, então, a segunda dose. 

campos.rj.gov.br

Nenhum comentário: