sexta-feira, 15 de abril de 2011

O perigo que você corre ao dormir sobre o seu braço

Ao ler o artigo abaixo, percebi o quanto isso pode ser normal no dia a dia de muitas pessoas e resolvi compartilhar a publicação de Ramon Talles com todos os meus visitantes. Vejam que interessante:




Uma noite destas, dormindo na cama, me virei para deitar sobre meu outro lado e repentinamente senti alguém me golpear pesado no rosto. Meu coração disparou de terror e pulei da cama como um ninja. Não havia nada além da respiração suave da minha esposa em sono profundo. Bateu uma tontura por causa do pulo de gato e inclinei para me apoiar na parede. Infelizmente meu braço não obedeceu e dei com a cara na parede e caí no chão. Uma cena digna dos piores pastelões do Steve Martin.

Acontece que meu próprio braço havia se voltado contra mim. Este alienígena havia me atacado por causa do movimento ao me virar junto com a inexorável atração gravitacional e iniciou a ridícula reação em cadeia que eu descrevi Quantas vezes você dormiu apoiado sobre seu braço e, quando acordou, se perguntou se alguém havia pregado um grande pedaço de borracha em seu ombro (sim, seu braço amortecido)? E quanto tempo demorou para que ele voltasse ao normal?

Quantas vezes você tentou mexê-lo em vão e, em desespero, usou o outro braço para movê-lo? Não se perguntou se seu braço iria apodrecer e cair?

Há quem diga que, se dormirmos demais sobre nossos braços, interrompendo o fluxo de sangue por algumas horas, ele pode perder todas as funções, necrosando e tendo que ser removido através de cirurgia. Isso sim soa como aterrorizante.

De acordo com a literatura médica, o tempo máximo “sugerido” para que um membro fique dormente é de uma hora para os braços e de duas horas para as pernas – isso, é claro, varia de acordo com a idade do paciente e suas condições físicas. No entanto, passar mais tempo do que isso interrompendo o fluxo de sangue pode causar danos ao sistema nervoso.

Depois de quatro horas sem irrigação sanguínea, o tecido começa a se decompor, por causa do sangue estagnado na região.

Se seu braço não cair por causa da gangrena (se ele não cair sozinho, não se preocupe; pelo menos um dedo você pode perder dessa forma) você, provavelmente, terá que amputa-lo, já que não quer arriscar uma infecção generalizada que pode custar sua vida.

Ou seja: não é legal dormir apoiado no braço por mais de uma hora. E não é nada bom interromper o fluxo sanguíneo por mais de quatro horas.

Nenhum comentário: