domingo, 15 de maio de 2011

Terremoto de magnitude 6 costa litorânea do Nordeste e cria falso alerta de tsunami no RN

Imagem de satélite mostra ponto (em vermelho) onde ocorreu o tremor, no meio do oceano Atlântico

Um terremoto de magnitude 6 na escala Richter atingiu a costa leste do litoral nordestino na manhã deste domingo (15). Segundo o laboratório de Sismologia da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte), o tremor de terra foi registrado às 10h08 (horário de Brasília) no meio do oceano Atlântico, na cordilheira meso-oceânica. O sismo ocorreu a 1.276 km de Natal e foi registrado nas estações de Riachuelo, Pau dos Ferros e Gravatá (PE).
Segundo o coordenador do laboratório, Joaquim Ferreira, o tremor não foi sentido pela população. Porém, por conta da magnitude, houve um alerta falso de tsunami, que assustou a população natalense.
“O problema causado foi a informação divulgada de que poderia causar um tsunami. Mas não teve nenhum risco. O tremor foi às10h08, se tivéssemos tsunami, já teria chegado aqui. Não foi nada perigoso como foi divulgado”, disse Ferreira.
O sismólogo afirmou que para haver risco de tsunami o tremor teria que ter magnitude de pelo menos 7. “A magnitude 6 é baixa para tsunami. Além disso, o movimento foi horizontal. Só causaria tsunami se fosse vertical, quando a água do mar pode ser empurrada ou descida, abruptamente”, afirmou.
O técnico em sismologia Eduardo Menezes informou que tremores de terra no oceano Atlântico são comuns, e a população não deve ficar assustada. “Se não fosse no mar, poderia causar problemas, mas esse foi no meio do oceano”, garantiu.
Segundo o coordenador da Defesa Civil Estadual, coronel Josenildo Acioli, foi a primeira vez que o Estado registrou um tipo de evento como esse. Porém, nenhuma ocorrência foi registrada. Mesmo assim, a Defesa Civil está monitorando qualquer evento natural.
“A informação de tsunami foi divulgada boca a boca, porque o tremor não foi sentido em Natal. Então não houve pânico generalizado. Mas realmente algumas pessoas ficaram receosas, mas a Defesa Civil não registrou nenhuma ocorrência. Estamos alertando e pedimos que a população não entre em pânico, pois não há perigo de ondas gigantes”, disse.
Portal UOL

Nenhum comentário: