quarta-feira, 8 de junho de 2011

Vereador Rogério Matoso responde ataque de Garotinho

Os vereadores da bancada de oposição rebateram na sessão de terça-feira as críticas feitas pelo deputado federal Anthony Garotinho (PR) durante a reunião do PR na última segunda-feira em Campos.

O primeiro a usar a palavra foi o vice-presidente da Câmara, Rogério Matoso (PPS). “Garotinho chamou a vereadora Odisséia de mal-amada. E ele, quem é? Deve ser o bem amado. Até porque, o diretor Guel Arraes alegou ter se inspirado nele para escrever as falas do Odorico Paraguaçu, personagem do Marco Nanini no filme ‘O Bem Amado. Espero que Campos não vire uma grande Sucupira’”, disse Matoso, que durante a reunião do PR foi chamado de “Meloso” pelo deputado Garotinho.

Segundo Matoso, Garotinho não sabe fazer política de outra maneira. “Tenho andado pelo município e quem me recebe sabe que não falo mal dele ou do governo Rosinha. Escuto as reivindicações, elaboro indicações e tento entrar em contato com secretários  para buscar soluções. Mas ele prefere usar a mídia para atacar quem não abaixa a cabeça e concorda com tudo o que ele diz. Soube que me chamou de meloso. No Dicionário, meloso é definido como açucarado, que tem semelhança com mel. Nem sei se o deputado está criticando ou elogiando. Até porque, ele é fã de doce. Tão fã que adora pudim”, enfatizou  Matoso.

Já a vereadora Odisséia Carvalho, chamada de mal-amada por Garotinho, convidou o deputado para um debate.
— Se ele quiser debater sobre idéias, é só marcar hora e local. Mas ele gosta mesmo é de atacar de longe. Nunca falei da vida pessoal da prefeita Rosinha. Minhas críticas são direcionadas a gestora e não a mãe de família — disparou a petista.

Outros vereadores também lançam nota contra ação de Sérgio Cabral:

Repúdio — Na sessão de ontem, o vereador Albertinho (PP) apresentou uma moção de repúdio ao governador Sérgio Cabral (PMDB) pelo tratamento dispensado aos Bombeiros. A matéria, que gerou um intenso debate, terminou sendo aprovada com os votos da bancada de Rosinha. A vereadora Odisséia e os vereadores Marcos Bacellar (PT do B) e Rogério Matoso votaram contra a moção de repúdio. “O governador não poderia colocar os Bombeiros na cadeia. É um absurdo e parece que a Ditadura voltou”, disse Albertinho.

Folha da Manhã

2 comentários:

Mario disse...

Repudiar é pouco para esse governador.
Bancada cara de pau, opisição fica se esfregando no desgovernador, e se omite a covardia praticada por cabral.

Edson Celebridade disse...

Meu caro vc sabe quem arrumou 37 votos em sto eduardo e sta maria para Rogério fui eu,detalhe essa briga politica eu não entro sabe porque Rogério é meu amigo eu conheçi ele antes de ser vereador,nãon se espanta se eles em breve caminhar juntos,agora em relação a Cabral atual governador para o interior ele não fez nada aqui em ele construi uma policlina para a policia militar na epoca das eleições e está abandonada ele não tem coragem nem de inaugurar,fora essa covardia que ele está fazendo com os bombeiros eu quero ver se pegar fogo no apartamento dele no leblom o que ele vai fazer chamar o bope,detalhe eu esqueçi ele vive mais na ponte aérea rio paris,úm grande abraço,quanto a garotinho todo tem o direito de gostar e não gostar dele,mais uma tem que concordar ele foi o melhor governador para o interior,um grande abraço,EDSON CELEBRIDADE.