terça-feira, 30 de agosto de 2011

Campos dos Goytacazes: nada muda nesta terra

 Leia abaixo um comentário de um leitor do Blog do Roberto Moraes sobre uma comparação de custos das obras em duas rodovias, uma Federal, a BR-101 e uma outra em Campos e tirem as suas conclusões. A minha eu já tirei: nada mudou por aqui!


Matéria extraída do Blog do Roberto Moraes


Serão 60 kilômetros de DUPLICAÇÃO asfáltica, ao preço total de 200 MILHÕES DE REAIS. Isso quer dizer que cada 01(UM) Kilômetro vai custar, pouco mais de 03(três) MILHÕES DE REAIS, a Auto Pista Fluminense. 
Entretanto em Campos, na DUPLICAÇÃO da Rodovia Campos x Goitacazes, trecho entre o final da Av. Vinte Oito de Março,até a localidade de Goitacazes, percurso de pouco mais de 07 kilometros,a nossa generosa prefeitura, está pagando cerca de 57 MILHÕES, por tal obra, ou seja, aproximadamente 8 MILHÕES, por cada 01(UM) kilometro desta duplicação. 

Fazendo uma comparação, quase 200%(DUZENTOS POR CENTO) a MAIS,que o valor que será pago,pela Auto Pista, por cada 01 KM de DUPLICAÇÃO

Isso quer dizer que o preço total da duplicação até Goitacazes, a preço de mercado não deveria ultrapassar 25 MILHÕES DE REAIS. Mas vai custar 57 MILHÕES. Portanto 32 MILHÕES DE REAIS, acima, que o preço de mercado. 

Ah, ainda há o perigo da prefeitura inventar um aumentinho, um ADITIVO $$, até o final das obras. Infelizmente em nossa cidade, por enquanto está valendo tudo." 



Será que esta cidade merece continuar recebendo Royalties de Petróleo?

5 comentários:

Blog do L. Werneck disse...

Recebi um comentário de um anônimo que não vou publicar, pois o mesmo não tem coragem de aparecer como eu!
kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Blog do L. Werneck disse...

E tem mais: coloco a minha cara para ser criticado ou não!
E você, o que faz? Não tem coragem de aparecer por que?
Você é um homem ou um verme?

Antônio José(Santa Maria) disse...

Será que você não o minímo sequer de noção????
O povo lutando pela manutenção dos Royalties e você com essa "ondinha" de Blog oposicionista.
Acho que você não sabe do que fala realmente.
Vive falando mal do Governo, aliás o que seria deste blog se as notícias contra o Governo parassem?
O povo de Santo Eduardo optou pelo seu destino nas urnas.
Ainda assim será atendido, mas há que se dar valor a quem deu valor.
Acho que Santo Eduardo está com deficiência de pessoas que falem por ela, ou melho que tenham credibilidade com a Prefeita.
Afinal todos os lugares estão sendo beneficiados.
Pergunto:
Por que só Santo Eduardo está de fora???

Blog do L. Werneck disse...

Antônio José...
Não sou oposição ao governo Rosinha, meu caro, você é que me parece ser da situação. Será que os seus valores, digo, o conhecimento que você tem do que venha a ser certo ou errado é que não estariam distorcidos?
O que combato mesmo, desde o governo passado, é o mau uso do dinheiro público (pode olhar nos meus arquivos anteriores aqui no blog, em 2008, e vai comprovar a minha posição em relação a esses assuntos).
Antônio, o que levou a discussão da partilha dos Royalties do petróleo também foi a comprovação que com eles o que se fez mais, principalmente em Campos, foi uma verdadeira farra, com obras e mais obras super-faturadas e a contratação ilegal de pessoas para este círculo vicioso nunca cessar neste município.
Se você não sabe ou esqueceu, as contas do ex-prefeito Alexandre Mocaiber foram reprovadas pelo TCE - RJ, tenho toda a relação aqui comigo nos meus arquivos, se quiser, inclusive, posso ceder o material pra você.
Mas o que aconteceu? - a maioria dos vereadores da atual Câmara de Campos teve a cara de pau de aprová-las, passando por cima do povo de Campos que votou em Rosinha e, cansado de tantos desmandos, confiou NELA pra mudar esse sistema de coisas, isso é que é a mais dolorosa das verdades e das frustrações de muitos eleitores quando vemos tanta coisa mal explicada ainda acontecer nesse município.
Pode ter certeza, Antônio, que tenho noção do que falo sim e não torço para que os recursos dos royalties saiam de Campos, mas o que quis chamar a atenção na postagem é que o emprego destes recursos, em sua grande maioria, continuam sendo administrados de forma irresponsável colocando em risco a manutenção dos mesmos por estas bandas.

E tem mais um detalhe: se pra você não importa quanto vale realmente uma obra pública, pra mim vale sim, pois sei quanto custa, por exemplo, apesar de não poder comprar, um carro popular 0 km, são cerca de 30.000 reais, ou seja, o valor de 50 carros novinhos, Antônio, é o que vale essa obra de recuperação de trechos de ruas e calçadas aí na sua localidade que, diga-se de passagem, até que está bem cuidada.
Se pra você o que importa é que venham as obras, independetemente de quanto realmente ela possa custar aos cofres públicos já começo a entender muito bem porque não quer que os Royalties saiam de Campos, que as coisas continuem sempre como estão, ou estou equivocado?

E pra terminar: se é do meio, será que não poderia dar uma forcinha pra gente? Já que disse que aqui não temos credibilidade com a prefeita, quem sabe, você não nos ajuda?
Pense nisso!

Yla disse...

Léo: obrigada por sua postura de amigo e crítico, como eu, EM PRESERVAR-ME nos posts que poderiam ter consequência graves e muito mais infelizes. Encontrei estes seus comentários, que eu não os teria abordado de outra forma e que são sempre OPORTUNOS.
Envio-lhe uma modesta sugestão, que fica a seu critério, claro, acrescentar ao seu blog, para que ESTAS DITAS PESSOAS se lembrem DO PODER E DO PREÇO DE SUAS PALAVRAS. Como sempre, repito QUE ESTAREMOS SEMPRE POR AQUI PARA SOMAR! Beijos em seu coração, meu amigo!
SUGESTÃO:

PARTICIPE | COMENTE ESTA NOTÍCIA
IMPORTANTE

Todos os comentários postados no BLOG DO LÉO passam por moderação. Por este critério, os comentários podem ser liberados, bloqueados ou excluídos. O referido blog descartará automaticamente os textos recebidos que contenham ataques pessoais, difamação, calúnia, ameaça, discriminação e demais crimes previstos em lei.

PS:Conte sempre comigo, Léo!