quarta-feira, 3 de agosto de 2011

PR deixa bloco de apoio a Dilma no Senado

Senadores do PR vão deixar o bloco de apoio ao governo federal no Senado depois da "limpeza" promovida pela presidente Dilma Rousseff no Ministério dos Transportes --com o afastamento de pelo menos 24 integrantes da pasta que tem o partido em seu comando.
O líder do partido no Senado, Magno Malta (PR-ES), conseguiu o apoio dos outros seis senadores da bancada para assinarem documento que formaliza o desembarque.

O último a aderir ao documento, senador Clésio Andrade (PR-MG), cedeu aos apelos de Malta e assinou o documento no final desta tarde. Depois de receber ligação do líder, Andrade aceitou aderir à decisão.
O documento contraria decisão do PR de reunir seu comando nacional para tomar a decisão conjuntamente. A expectativa era que a executiva nacional da sigla se reunisse nesta semana para deliberar sobre as consequências das demissões no Ministério dos Transportes no partido.
Malta disse que "não faz sentido" ao PR continuar no bloco do governo sem ter forças para ser ouvido na Casa. "Vamos continuar na base [de apoio ao governo] porque eu acredito na Dilma. Mas vamos sair de bloco. Para que bloco? Não quero concordar com o execramento público de inocentes que estão sendo arrastados para o esgoto porque alguns estão se fazendo de paladinos da moralidade."
O senador Blairo Maggi (PR-MT) cobrou da presidente a mesma postura "dura" adotada com o PR em relação as outros partidos que ocupam ministérios acusados de corrupção.
"Depois do PR, já dois partidos sofreram denúncias e nada foi feito. Por que só o PR? Eu espero por parte da Presidência o mesmo tratamento que foi dado ao PR: a mesma rapidez, o mesmo jeito. Que afaste as pessoas,veja se há problema ou se não há e traga de volta aqueles que não tem problema algum."

Folha.com

Obs: inocentes e coitadinhos, rsss

3 comentários:

Afonso disse...

Que eles não são coitadinhos eles não são.
Agora que o PT está um mar de lama isto está.
E disto ninguém fala.
Partidinho...

Edson Celebridade disse...

Bem que eu não voto em candidato do PT, será que a Presidente não sabia que o Paloci é mafioso,brincadeiraaaa como diz Gerson na rádio globo.

Blog do L. Werneck disse...

Será que Garotinho enganou a Dilma quando se dizia ao lado dela na sua campanha, visto que o mesmo vivia batendo no Lula durante um bom tempo?
Aqui se faz, aqui se paga Edson!
Não se engane!