segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Diferencie o resfriado da gripe para sarar depressa

Basta o friozinho chegar para que comecem as complicações respiratórias. Há pouca chuva, a temperatura muda bruscamente, o calor que aparece na hora do almoço se esconde durante a noite e a poluição aumenta nos centros urbanos. As condições não poderiam ser melhores para o surgimento da gripe e do resfriado.

 

Os sintomas mudam, assim como o melhor tratamento para cada doença


Muitas vezes confundidas, as duas doenças são bastante diferentes nos sintomas. O resfriado é mais comum, causando vermelhidão nos olhos e coriza, seguidos de uma febre não muito elevada (que dura entre 48 e 72 horas). O ciclo viral costuma durar de três a cinco dias.

"A gripe, por sua vez, causa febres mais altas acompanhadas de dores no corpo. É mais grave do que o resfriado por poder levar à pneumonia ou a um quadro bacteriano mais grave", afirma a pneumopediatra do Hospital San Paolo, Simone Aguiar.

Tratamento
Alimentação, hidratação e higiene nasal conseguem resultado diante de um resfriado. Contra a gripe há a vacina, que pode ser aplicada em crianças a partir dos seis meses e medicamentos que baixam a febre, aliviam as dores espalhadas pelo corpo e diminuem a congestão nasal. "Além desses métodos, é fundamental o acompanhamento médico para que não haja o avanço destas doenças", salienta Simone Aguiar.

Minha Vida

Nenhum comentário: