quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Super-herói da torcida tricolor, Ézio é velado nas Laranjeiras

Corpo do ex-jogador, nono maior artilheiro da história do Fluminense, é velado no Salão Nobre das Laranjeiras (Foto: Edgard Maciel de Sá / GLOBOESPORTE.COM)
ídolo da torcida tricolor na década de 90, Ézio Leal Moraes Filho, o Super Ézio, como ficou imortalizado na voz do ex-locutor Januário de Oliveira, está sendo velado no Salão Nobre das Laranjeiras. A cerimônia começou por volta das 10h30m, vai até as 15h e contou com a presença do ex-presidente Roberto Horcades, que comandou o clube de 2005 a 2010. Vítima de um câncer no pâncreas na noite dessa quarta-feira, o ex-jogador estava internado em um hospital em Jacarépagua, Zona Oeste do Rio de Janeiro, e será enterrado em sua cidade natal, Ponte de Itabapoana.

Antes do treinamento desta quinta-feira, os jogadores e membros da comissão técnica tricolor fizeram uma roda de oração em homenagem a Ézio, nono maior artilheiro da história do Fluminense, com 119 gols em 237 jogos.

O presidente Peter Siemsen decretou sete dias de luto no Fluminense pelo falecimento.

- Ézio é um dos maiores artilheiros da história do Fluminense. Em um momento difícil para o clube, a década de 90, ele talvez tenha sido o maior ídolo daquela geração. Estamos sentindo muito esse falecimento. A perda de um ídolo dói demais - lamentou Siemsen, por telefone, ao GLOBOESPORTE.COM, direto dos Estados Unidos, onde está a trabalho.

Globoesporte.com

3 comentários:

fabinho pagode disse...

É realmente uma perda lamentável o passamento do Ezinho, como todos conheciam aqui em santo eduardo e em ponte do itabapoana.
ezinho era um rapaz simples, que apesar de conhecer fama e dinheiro, não esqueceu suas origens, sempre que podia estava em ponte do itabapoana, e conversava com todos os moradores, enfim, tinha muitos amigos.
deixo aqui, meus sentimentos a sua mãe, seu irmão nilson e aos demais familiares.

Anônimo disse...

Pô.... kade as imagens e informações do sepultamento do Super Ezio?????

Blog do L. Werneck disse...

Não pude comparecer ao enterro do Ézio, por isso não tenho as fotos. Não posso, às vezes, estar onde deveria estar. Fico devendo essa.