terça-feira, 22 de novembro de 2011

Um novo remédio para emagrecer

Droga destroi células de gordura e impede que outras cresçam


Um novo remédio produzido por cientistas brasileiros no exterior promete mais uma vez ajudar os gordinhos a conquistarem o tão sonhado peso ideal. A esperança da vez chama-se Adipotídio. Testada em ratos e macacos, ela pretende evitar que as células de gordura recebam nutrientes (e fiquem ainda maiores). Mas só funciona para quem está mesmo acima do peso.

Segundo a cientista Renata Pasqualini, que coordenou o estudo junto ao pesquisador Wadih Arap em um laboratório no MD Anderson Cancer Center, ligado à Universidade do Texas (EUA), a droga evita a irrigação de sangue para os vasos que se localizam no tecido adiposo (gordura). Além disso, destroi células de gordura pré-existentes.

O mecanismo de ação é bastante diferente de dois medicamentos muito utilizados no Brasil para auxiliar na perda de peso: a Sibutramina (que atua no sistema nervoso, aumentando a saciedade) e o Orlistate (que atua no fígado, reduzindo a absorção de gordura dos alimentos).

O Adipotídio foi primeiramente testado em ratos. Os animais perderam cerca de 30% do seu peso. Depois, os pesquisadores decidiram testar em primatas. “Eles usaram o medicamento por quatro semanas. Os animais tiveram uma redução de 10% da massa corporal. A gordura abdominal diminuiu 27%”, disse Renata, ressaltando que não há prazo para que a droga chegue ao mercado.

O Dia

Nenhum comentário: