sexta-feira, 30 de março de 2012

Presidente do PT falsifica documento contra Prefeito de Apiacá e Ministério Publico entra com ação de apuração

Matéria extraída do Blog Repórter Online

A cidade de Apiacá, no Sul do Espírito Santo, vive dias de apreensão política, social e policial. O funcionário público da Justiça Estadual e pré-candidato a prefeito da cidade pelo PT, Carlos Alberto Silveira Rangel, o Beto do Fórum, é acusado de trocar o cabeçalho de um abaixo assinado, em que no original se pedia melhorias no transporte intermunicipal para Apiacá, que é servido pela Viação Cordeiro.

Como se tratava de um assunto de interesse coletivo, o petista conseguiu, em duas semanas, milhares assinaturas.

Porém, segundo investigações do Ministério Público local, Beto do PT trocou o cabeçalho original, subtraindo o texto do pedido de melhorias no transporte público e substituindo para denúncias de improbidade administrativa e irregularidades na Prefeitura de Apiacá, supostamente cometidas pelo Prefeito Betinho (PRP).

Feito isto, Carlos Alberto Silva Rangel, o Beto Rangel, que é chefe do cartório criminal do Fórum de Apiacá, servidor da Justiça há mais de quinze anos, protocolou a denúncia no Tribunal de Contas em 29-11-11 e na Procuradoria Geral da Justiça do Estado.

Ao receber as denúncias para serem apuradas o promotor da localidade, Veraldo Macedo Miranda, notou nomes na lista como o do filho do prefeito, Diego de Souza, o que gerou grande suspeita.

Assim como o nome do filho do Prefeito, assinando contra o próprio pai, estranho foi o da assinatura de vários Secretários Municipais, tais como obras, ação social e até do assessor jurídico do prefeito Marcelo Stiti. A verdade veio a tona, através de pedido da promotoria local, em uma perícia feita no computador do Fórum, onde Beto Rangel trabalha. A máquina foi lacrada e na perícia foi descoberto os dois cabeçalhos na íntegra.

Ficando caracterizado vários crimes como falsificação de documento público, denunciação caluniosa, falsidade ideológica, difamação e peculato, pois foi usado um Órgão Público, no caso o Fórum de Apiacá, em benéfico próprio ou de terceiros.

O prefeito Betinho se sentiu atingido e humilhado com acusações do petista, que faz parte segundo o mercado político local do grupo político do ex-prefeito Zé Keres, cassado recentemente, e teve os direitos políticos suspensos pela Justiça Eleitoral, por compra de votos. Assim se pronunciando: "tenho certeza que a Justiça se fará, pois nossa administração foi levianamente acusada, isto é um caso de policia e não de política".

O Assessor Jurídico da Prefeitura de Apiacá Allan Faial tomará providências quanto ao que atinge o Prefeito Municipal, pois aguarda as providências para que Beto Rangel seja responsabilizado criminalmente por tal atitude.

Já o prefeito Betinho espera que o PT estadual intervenha na cidade, onde Beto é presidente do Diretório Municipal, assim se pronunciando: "temos um ótimo relacionamento político com o PT, isto não vai manchar em nada nossa relação, mas uma punição exemplar deve haver".

Na Câmara Municipal da cidade alguns vereadores também assinaram o documento, como a Vereadora Lila, segundo informações, os mesmos, assim como vários outros populares, já requisitaram providências ao MP.

As militantes do PT local aliados de Beto dizem que ele falará sobre o caso, após orientação jurídica do seu partido.

Confira os dois cabeçalhos

Original
"Nós, abaixo assinados, insatisfeitos com os serviços prestados pela Empresa Cordeiro de Transporte do Vale do Itabapoana, em especial nos montepios de Apiacá-ES, Bom Jesus do Itabapoana, Bom Jesus do Norte e São José do Calçado, reivindicamos a renovação completa da frota atual dessa Empresa, caso contrário, o cancelamento imediato da concessão da linha concedida pelo Estado, tendo em vista as péssimas condições de manutenção, conservação, limpeza e compromisso com os horários, desrespeitando, assim, nós passageiros que pagamos e dependemos, exclusivamente, desse serviço público de transporte. Cancelada tal concessão, sejam mantidos os atuais funcionários para uma nova empresa concessionária de transporte."

Cabeçalho falso:

"Nós, abaixo assinado, tendo em vista as diversas denúncias de irregularidade encontradas na Prefeitura de Apiacá-ES, conforme denúncias de irregularidades recebidas pelo Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo, publicada no Diário Oficial do Estado em 21-11-2011, bem como as denúncias remetidas para a Procuradoria Geral de Justiça deste Estado, conclamamos a fim de que essa Procuradoria promova ação própria apurando os fatos referentes aos atos de improbidade administrativa e crime contra a administração pública cometidos pelo Prefeito Municipal sob pena da população apicaense pagar pela má aplicação do dinheiro publica."
Assessoria especial- Anilson Ferreira

Um comentário:

Anônimo disse...

Engraçado esta turma do Zé keres,como estão vendo uma belíssima administração feita pelo atual prefeito e, não tendo nada o que denunciar falsificam um abaixo assinado, assinados pelo povo inocente.O que esta turma devem ter feito quando eram governo.Acorda Apiacá, hoje nós somos uma cidade feliz e democrática.