quinta-feira, 15 de março de 2012

Um mistério a desvendar: homem nascido em Santo Eduardo à procura de parentes.

Há algum tempo atrás, mais ou menos um ano, fui contactado pelo jovem carioca Levi Guimarães para que eu investigasse junto à família Guimarães de Santo Eduardo alguma informação que levasse ao possível descobrimento dos nomes ou do paradeiro dos seus avós biológicos ou qualquer outro parente que supostamente devem ser aqui dessa região. 
Pois bem, em conversas com alguns da família Guimarães que residem em Santo Eduardo não obtive muito sucesso, mas a pedido do Levi irei compartilhar com todos a sua história. Quem sabe algum fato novo não possa surgir para que seja desvendado esse mistério? Quem puder ajudar é só entrar em contato.

Leia abaixo o relato do Levi:


Bom meu amigo, primeiro obrigado pela compreensão, deixa-me explicar o que acontece; me chamo Levi Guimarães(30 anos) e a quatro anos decidi procurar o paradeiro do meu avô (Osvaldo Guimarães ), meu tio ( Jocilio Gomes Guimarães ) e qualquer pessoa ou parentes destas pessoas, entende?
Meu pai tem hoje 59 anos e nasceu em Santo Eduardo no dia 15 de Janeiro de 1952 mas, só foi registrado e de forma errônea no dia 15 de Março de 1952, que passou a ser sua data de nascimento. Bom, pensando um pouco com as informações que colhi durantes esses quatro anos dá pra entender o porque dele ter sido registrado muito tempo depois de seu nascimento e por uma pessoa que acredito eu, nem ser da família dos meus avós; o nome da pessoa que registrou o meu pai junto ao cartório, a pedido do meu avô (Osvaldo) e ( que já tive até a confirmação do cartório de Cardoso Moreira, cuja funcionária Rafaela me ajudou bastante. Esses dados me foram passados de documentos existentes no cartório e o nome do senhor que registrou o meu pai em favor ao meu avô (Osvaldo) foi Sr. Nelson Ribeiro do Amaral; não sei se era amigo, patrão, empregado ou apenas um conhecido do meu avô, mas o nome dele está no registro de nascimento do meu pai no cartório de Cardoso Moreira.
Pra que você entenda os motivos da procura e também dos fatos de que outra pessoa e não o meu avô (Osvaldo) foi registrar o meu pai, devo te contar toda a história que venho acumulando por esses anos.

Então vamos lá...Meu pai nasceu no dia 15 de Janeiro de 1952, mas só foi registrado 2 meses depois, o motivo de tanta demora foi esse:  minha avó (Isaura Gomes Guimarães) mãe do meu pai (JOACY GOMES GUIMARÃES), morreu exatamente 15 dias após o nascimento do meu pai, no dia 02 de Fevereiro de 1952 - está registrado no cartório de Cardoso Moreira). Por esse motivo meu pai demorou a ser registrado e com pouco tempo depois foi dado pra outra família criar com o sobrenome de LIMA (Meu avô adotivo, José Marques de Lima, vulgo Zé Paulista e avó adotiva Josélia Rodrigues de Lima ) nunca nos deram muitas informações já que eram bem ciumentos.
Foram avós maravilhosos, criaram meu pai com muito amor e carinho e também com muita rigidez, mas tudo isso eles fizeram para moldar o caráter que admiro em meu pai.

Hoje é difícil não pensar em encontrar as raízes do meu pai. Quando vejo em programas de reencontros na TV, sempre pego ele chorando e mesmo quando meu avô ainda era vivo, eu por conta própria, comecei a investigar o passado do meu pai.
Gostaria muito que com esses dados e a história que lhe contei você pudesse tentar colher mais alguma coisa, pois até quinta feira passada eu não sabia que Santo Eduardo existia e era a cidade de nascimento do meu pai, e graças a Rafaela do cartório de Cardoso Moreira, tive informações que me reascenderam a esperança de acha-los. Pasme, nem os nomes dos avós biológicos ele sabia, e só através do cartório que consegui !

Obrigado de coração ! Levi Guimarães

Nenhum comentário: