quinta-feira, 19 de abril de 2012

Novo calendário do concurso com provas em três dias e só em Campos



Conforme prometido a Prefeitura de Campos, o Centro de Produção da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Cepuerj) divulgou, na tarde desta quarta-feira, o novo calendário de provas do concurso público municipal, que será realizado em três dias. O processo foi suspenso, no domingo passado, após uma série de irregularidade na aplicação do exame, como falta de provas para alguns candidatos.

Segundo a organizadora, os exames serão realizados nos dias 20, 27 de maio e três de junho, e os mais de 53 mil concorrentes, que efetuaram o pagamento da taxa bancária e obtiveram o cartão de confirmação para etapa realizada em 15 de abril, farão as provas somente em Campos. O Cepuerj informou ainda que todos os inscritos receberão e-mails com comunicados das novas providências.

Ainda de acordo com o centro de produção, a primeira data marcada para a prova será destinada para os cargos de Professor II 25h e 35h, na parte da manhã, e para Pedagogo e professores de disciplinas específicas, à tarde. No dia 27 de maio, os candidatos as vagas de Agente de Operação farão a prova pela manhã e os demais cargos de nível médio, no turno da tarde. Já os exames para as funções de nível superior, como Médico, Assessor Técnico, Fiscal de Saúde Pública, Fisioterapeutas, entre outras, serão aplicados no dia três de junho, de manhã.

Em relação aos novos cartões de confirmação de inscrição, o Cepuerj informou que serão liberados em maio. Para a área de educação, estarão disponíveis no dia 14; já para os cargos de nível médio e superior, os candidatos devem retirá-los no dia 21 e 28 de maio, respectivamente.

Confusão – Configurado pelos tumultos, incertezas e insatisfações, o concurso público foi realizado no último domingo pelo Cepuerj e suspenso no mesmo dia pela prefeitura, por conta das confusões, que iniciaram pela manhã e duraram até a tarde, e após a prefeita Rosinha Garotinho receber uma ligação de uma concorrente de dentro da sala de provas. Os candidatos reclamavam de atraso, falta de provas, suposto vazamento de informações, inscritos sem cartão de confirmação, remanejamento de salas e suposta violação de provas.

Silesio Correa
O concurso público que foi realizado no último domingo pelo Cepuerj, foi marcado por tumulto, incerteza e indignação. Pela manhã as confusões já foram iniciadas e se estenderam pelo turno da tarde com os candidatos reclamando de atraso, falta de provas, suposto vazamento de informações, inscritos sem cartão de confirmação, remanejamento de salas e suposta violação de provas. Após a série de problemas, o processo foi anulado após a prefeita Rosinha Garotinho receber a ligação de uma candidata de dentro da sala.


Fonte: Secom

Nenhum comentário: