terça-feira, 3 de julho de 2012

EUA aprovam primeiro teste caseiro para detectar vírus da Aids pela saliva


OraQuick dá o resultado em 20 a 40 minutos, com 92% de precisão.
Produto deve chegar ao mercado americano em outubro, por até R$ 120.


A agência americana Food and Drug Administration, responsável por regular alimentos e remédios, aprovou nesta terça-feira (3) o primeiro teste caseiro para detectar o vírus da Aids pela saliva.

O OraQuick foi desenvolvido pela empresa OraSure, baseada na Pensilvânia, e dá o resultado em 20 a 40 minutos. O produto indica a presença de HIV ao recolher a saliva com uma haste bucal.
O lançamento está previsto para outubro, em grandes lojas de varejo e farmácias online. Para profissionais da saúde, o OraQuick deve custar cerca de R$ 35. Já para os consumidores em geral, não deve passar de R$ 120. Esse valor a mais deve cobrir os custos com uma central de atendimento telefônico gratuito para fornecer informações e assistência médica aos usuários.
Oraquick HIV (Foto: OraSure Technologies/AP)
Teste OraQuick detecta o vírus da Aids pela saliva em 20 a 40 minutos (Foto: OraSure Technologies/AP)

A FDA destaca que esse método não é 100% preciso – chega a 92% –, o que significa que o OraQuick poderia falhar em uma pessoa para cada 12 usuárias. Em pacientes que não têm o HIV, o teste se mostrou 99% seguro.
Segundo a agência, o OraQuick deve ser uma alternativa para quem não puder fazer o exame de sangue tradicional. A FDA já aprovou anteriormente vários kits caseiros para detectar o vírus da Aids, mas eles precisavam de uma amostra de sangue, que deveria ser enviada a um laboratório.
Autoridades do governo dos EUA estimam que um quinto – 240 mil pessoas – dos 1,2 milhão de soropositivos no país não saiba que está contaminado. Esse teste poderia, então, ser um meio de prevenir novas infecções, que têm se mantido estáveis em 50 mil por ano há duas décadas.
Bem Estar

Nenhum comentário: