sexta-feira, 3 de agosto de 2012

INSS vai pagar atrasados a 2,8 milhões em 10 anos


Após cinco meses de espera, enfim o INSS aceitou corrigir e pagar atrasados de 2,787 milhões de benefícios por invalidez concedidos a partir de 1999 e calculados com erro.
O acordo de pagamento foi firmado, ontem, com o Ministério Público Federal de São Paulo e o Sindicatos Nacional dos Aposentados da Força Sindical.
Terão direito à revisão do benefício mensal 491 mil segurados. As diferenças serão pagas em 2013, juntamente com o benefício de janeiro, que entra na conta no fim de janeiro e início de fevereiro.
Já os atrasados serão liberados a partir de março e de forma escalonada, levando em consideração as idades dos segurados — sendo os mais velhos os primeiros a receber. Além dos 491 mil segurados com benefícios ativos, outros 2,296 milhões de segurados, que já tiveram o benefício cessado, terão direito a receber atrasados referentes aos últimos cinco anos.
Aposentados, pensionistas e trabalhadores com direito às correções serão informados, por meio de carta, até dezembro deste ano. O pagamento será automático, isto é, sem necessidade de ir até um posto do INSS para requerer às revisões.
Ao todo, contabilizando a revisão e atrasados dos últimos cinco anos, mais 13º salário e correção monetária, o INSS desembolsará R$ 15 bilhões.
Os cálculos são da assessoria jurídica do sindicato da Força Sindical. O acordo será oficialmente assinado pelo INSS, AGU (Advocacia Geral da União) e Ministério Público em 10 de agosto e homologado na Justiça dia 13.

Nenhum comentário: