sábado, 24 de novembro de 2012

Cobrança indevida de energia elétrica


Estamos sob ameaça. O Tribunal de Contas da União retomou a votação sobre o ressarcimento das contas de energia elétrica, na 4ª feira (31 de outubro), mas sem colocar o assunto previamente na pauta. Só no fim do dia fomos surpreendidos com quatro ministros do TCU que votaram contra a devolução de valores cobrados indevidamente nas contas de luz durante sete anos (2002 a 2009).

Essa é a 
nossa chance de divulgar ainda mais essa injustiça e conseguirmos mais assinaturas em nossa petição! Temos pouco tempo até a próxima votação, marcada provisoriamente para o dia 14 de novembro! Então, vamos duplicar o número de assinaturas nessa campanha para que a Frente de Defesa dos Consumidores de Energia Elétrica as entregue aos ministros do TCU, sinalizando que os consumidores querem ser ressarcidos! 
http://www.idec.org.br/mobilize-se/campanhas/justica-nas-contas-energia

Por sete anos, de 2002 a 2009, as nossas contas de energia vieram com um
 grave erro na cobrança, custando mais do que deveríamos pagar. Esse erro foi reconhecido pelo Tribunal de Contas da União e supostamente corrigido, mas só depois de gerar o lucro indevido e absurdo de R$ 1 bilhão por ano às empresas de energia elétrica.

Desde então, o Idec vem cobrando junto às autoridades responsáveis o 
ressarcimento integral devido aos consumidores pelo erro que também foi publicamente reconhecido pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). A decisão por ressarcir ou não os consumidores está agora nas mãos do TCU, embora a Aneel não concorde com o ressarcimento. Portanto, há um sério risco de que os ministros tomem uma decisão favorável às empresas.

Ajude a mostrar que nós, consumidores, estamos
 indignados com esses sete anos de cobrança indevida e que exigimos o nosso dinheiro de volta. Assine a petição abaixo: 
http://www.idec.org.br/mobilize-se/campanhas/justica-nas-contas-energia


Em defesa dos consumidores, 

Mariana Alves Tornero 

Idec 

Nenhum comentário: