quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Funasa testa equipamento que pode ajudar vítimas de cheias no estado



O Estado do Rio é o terceiro do país em casos de enchentes.
Bom Jesus do Itabapoana foi escolhida para realizar os primeiros testes.



As autoridades do estado começaram a se preparar para possíveis enchentes no Norte e Noroeste do Rio. Nesta quarta-feira (21), em Bom Jesus do Itabapoana, a Funasa testou pela primeira vez no país um equipamento que pode ajudar vítimas das cheias: um simulador de preparação para desastres, que garante água potável para o consumo.
A cidade está em um terreno baixo e o Rio Itabapoana desce com força durante o período chuvoso. Depois de Santa Catarina e Pernambuco, o Rio de Janeiro é o estado queregistra mais casos de enchentes.
Um córrego da zona rural foi usado como fonte.  A água é bombeada e colocada em um reservatório e, em seguida, purificada. A única unidade móvel de tratamento de água do país tem capacidade para produzir 200 litros por minuto.
Após o tratamento da água, uma pequena quantidade é trazida para o laboratório móvel da Funasa, onde os técnicos fazem o teste para saber se ela está livre de bactérias e pode ser consumida.
A ação envolveu técnicos de quatro estados da Funasa. A unidade móvel foi comprada pelo governo federal em 2011, depois da tragédia na Região Serrana do Rio, num investimento de R$ 300 mil.

G1 Norte Fluminense

3 comentários:

Thiago caveira disse...

léo este projeto esta sendo realizado aqui na usina de santa maria. este investimento todo de purificação da água não seria necessário se o curso normal da água estivesse em seu estado natural, pois muitos se lembram como a agua era limpa e nos dias quentes o ribeirão estava sempre cheio de pessoas para se refrescar. mas ai veio a piscicultura e o proprietario não faz o reaproveitamento de água e então oque ele fez: desviou o curso natural para as represas de peixes dele e depois a agua que estava represada na produção de peixes é lançada no ribeirão e hoje o ribeirão é suxo e poluido devido esta má utilização deste recurso tão precioso que é a água. mais como a esperança é a ultima que morre, estou lutando para voltar a ver o ribeirão limpo e tenho a esperança disto voltar a acontecer. só depende de nos para nos ajudarmos a conservar a natureza.

Blog do L. Werneck disse...

O pior é a prefeita Branca que colocou o esgoto da Usina direto para o valão com um equipamento parado aí na usina pra tratar o esgoto.
O poder executivo de Bom Jesus é criminoso e ninguém faz nada.
Estamos abandonados e o povo é refém disso tudo.

morador antigo da usina santa maria disse...

léo o caso do esgoto aqui da usina é o seguinte: não estou em defesa da prefeita não, ela errou? errou em muito em fazer aquilo, mas aquela pessoa que o acompanhava era o presidente da associação de retirou um processo contra o desvio de verba que foi liberada para a construção da estação de tratamento de esgoto daqui da usina.
o caso foi o seguinte: no final do governo do prefeito carlos borges garcia, foi liberada uma verba para a construção do tratamento de esgoto e as obras ja estavam em andamento(tanto é que se cavarem em algumas ruas iram encontrar o encanamento soterrado e abandonado), mas como ele perdeu a eleição foi parada a obra e a tubulação que se encontrava aqui foi desviada para a ampliação do tratamento em usina santa isabel, cujo funcionários da funasa estavam ciente do caso. quanto um certo grupo assumiu a direção da associação de moradores assumiu a direção entrou com um processo no ministério público pedido esclarecimento sobre a obra e sobre o desvio das verbas e dos materiais, mas como esta diretoria não conseguiu se reeleger, a nova diretoria que ficou encarregada de dar continuidade ao processo. fato que não foi feito pelo presidente. e hoje está como está. e poucos sabem disto tudo.