sexta-feira, 17 de maio de 2013

Patronato São José recebeu verba da prefeitura de Campos em 2012

Parece que os dias das vacas magras do Instituto São José estão chegando ao fim. Apenas nesta semana, duas publicações no Diário Oficial do município apontam a destinação para a entidade de duas verbas substanciais, que somadas chegam ao valor de R$ 568 mil reais para vigência de 2 anos seguidos. Segundo informações colhidas com alunos e ex-funcionários, muitos foram mandados embora, principalmente os de Santo Eduardo e os alunos ficaram um bom tempo trabalhando sem receber por falta de recursos.
Uma das cerimônias de entrega de certificados aos alunos do Instituto, em Santo Eduardo.

Bom, agora com esta verba "bem gorda" esperamos que tudo volte ao normal e que os alunos e funcionários sejam contemplados com o melhor que a entidade pode oferecer e, é claro, que o Doutor Elson olhe ainda com mais carinho para nossa comunidade.

Abaixo, o texto do D. O. publicado neste dia


CONVÊNIO 011/2012
PROCESSO: 2012.071.000014-8-PR
PARTES: FMIA/ INSTITUTO PROFISSIONAL SÃO JOSÉ.
PROJETO: “AMPLIANDO OS HORIZONTES”.
OBJETIVO: Proporcionar a 80(oitenta) adolescentes residentes no Distrito
de Santo Eduardo o acesso a cursos semi profissionalizantes, promovendo
a sua qualificação, facilitando a inserção no mercado de trabalho,
dentro da sua própria região.
VIGÊNCIA: O presente Convênio vigorará da data da sua assinatura
01/03/2012 à 31/12/2012.
DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA:
Natureza de despesas: 33.50.43
Programa de Trabalho: 08.122.0067.42920000
As despesas objeto do presente Convênio correrão por conta de dotação
prevista no Fundo Municipal da Infância e da Adolescência de
Campos dos Goytacazes.
VALOR GLOBAL PARA 10 (DEZ) MESES: R$ 332.800,00 (trezentos e
trinta e dois mil e oitocentos reais).


15 comentários:

Anônimo disse...

sera que o governo ao liberar essa verba sabe que neste projeto nao tem nem 30 alunos frenquentando? que a diretoria só contratou parentes, vamos fazer uma auditoria urgente pois tem muita gente levando vantagem nesse projeto.

Anônimo disse...

Gostaria que alguma emissora de tv séria visse essa reportagem onde esse senhor chamado Elson Leal mente na cara limpa dizendo que as crianças levaram parte da primeira colheita,sendo que o unico direito que as crianças tem lá é de trabalhar e desconta parte do pagamento em caso de falta segue o link, caso o video não abra estaremos postando em breve no youtube, http://globotv.globo.com/inter-tv-rj/inter-tv-rural/v/assista-ao-inter-tv-rural-deste-domingo-11-na-integra/2236469/

Anônimo disse...

Cadê o conselho nessa hora? esse povo ta fazendo teatro em Santo Eduardo, esse projeto é enganação, só não ver quem não quer, esse povo veio de campos pra lavar dinheiro na nossa cara.

Anônimo disse...

nepotismo corre solto nesse projeto, que visa só bem estar dos fundadores, falta de respeito com nossa cmunidade
kd uma emissora de tv seria ???

Anônimo disse...

Eles preferem crianças de pais que não conhecem os direitos de seus filhos e funcionários que moram em outro lugar.
Será porque??????

Anônimo disse...

Com essa verba para manter essa quantidade de aluno, por que será que eles preferem manter menos da metade , porem todos matrilulados? pq ninguem ver isso? o Brasil ta perdido é fato, mais pudiamos manter isso longe da nossa pequena cidade, esse casal campista aí ta fazedno todos de bobo.

Anônimo disse...

Mostra a cara Elson Leal, o povo de Santo Eduardo não merece uma prestação de conta? ou se prestar conta de realmente pra onde esse dinheiro vai a coisa complica.

Anônimo disse...

Só a nível de informação: Lendo com atenção a postagem, podemos perceber que o financiamento(R$ 332.800,00) se refere é a vigência do ano de 2012, e não do ano de 2013.
:)

Anônimo disse...

Quanta enganação....será que chegou a hora da máscara cair

Anônimo disse...

Cuidado com acusações sem provas... isso é muito sério...

Anônimo disse...

Sério???? É o que fazem com nossas crianças e com a comunidade.

Anônimo disse...

Em qualquer instituição o processo de melhoria deve ser contínuo e eventuais falhas corrigidas. Porém diminuir a importância da instituição para os adolescentes da nossa cidade não é atitude inteligente. Afinal é de conhecimento de todos a falta de oportunidades de iniciação em uma profissão pela maioria dos nossos filhos. A instituição deve ser aperfeiçoada,apoiada e valorizada.

Anônimo disse...

Coisa séria? Nepotismo é coisa séria, dinheiro publico é coisa, respeito aos alunos é coisa séria, lavagem de dinheiro além de crime é coisa muito séria, eles deixam estragar as plantações e as crianças se quer pode levar um pé de alface para casa, preferem dar para os porcos, mas diante da inter tv disse que os alunos levaram parte da colheita para casa isso é MENTIRA e outra tem aluno que ainda não recebeu verba referente ao ano 2012. ISSO É UMA VERGONHA, Será que vocês sabem o que é COISA SÉRIA????????

Anônimo disse...

ESSE POVO QUE PENSA SER MAIS ESPERTO QUE NOSSA COMUNIDADE QUE USA TERRENO DE DOAÇÃO COMO PATRIMÔNIO, USA PORTEIRA EM VIA DE ACESSO PÚBLICO E AINDA PÕE UMA PLACA DIZENDO "PROPRIEDADE PARTICULAR" ATÉ ONDE SABEMOS AS TERRAS DOADAS FORAM PARA UM PROJETO EM PRO DA COMUNIDADE, NÃO PARA ESSE POVO DE CAMPOS VIR E FAZER O QUE QUER, CADE QUEM FISCALIZA???

Leo Werneck disse...

Estou publicando todos esses comentários dos anônimos para que seja colocado para todos o quanto é importante a participação direta das famílias em todo o processo que envolve o funcionamento correto desta entidade. As acusações são fortes, sei, e tenho consciência que poderiam não terem sido publicadas neste espaço, mas algumas mostram nitidamente que há um empasse entre as partes e cabe a cada uma delas as responsabilidades por seus atos. A mim, me cabe assumir que o espaço é pessoal, mas não posso ser crucificado por dúvidas e acusações que não são minhas diretamente pois detalhes das acusações nitidamente sugerem serem de pessoas que foram ligadas diretamente o Instituto; qualquer um que for ler os comentários vai perceber isso perfeitamente.