sexta-feira, 5 de julho de 2013

Trecho ferroviário em pauta de reunião da ANTT



A Superintendência de Infraestrutura de Serviços de Transporte Ferroviário de Carga (SUFER) da ANTT realizou hoje, em Campos/RJ, reunião para colher contribuições aos estudos preliminares que serão utilizados no processo de concessão à iniciativa privada do trecho ferroviário compreendido entre esta cidade do norte fluminense e Uruaçu/GO.

Trata-se de uma obra integrante do Plano de Investimento em Logística (PIL) lançado em agosto do ano passado pelo governo federal. Esse trecho ferroviário tem extensão de 1.706 km passando por três estados (GO, MG, RJ) e o Distrito Federal. Em Uruaçu, a ferrovia fará conexão com os trilhos da Norte e Sul. Em Campos, haverá ligação com o trecho ferroviário que liga Vitória/ES a Nova Iguaçu/RJ.

Ao longo da extensão da ferrovia serão construídas 193 obras de arte, como pontes e viadutos, totalizando 35 km. Estão previstos também 16 túneis no total de 35 km.

Os trilhos vão transpor inúmeros cursos d’água, com destaque para os rios Tocantins (GO), São Francisco e Doce (MG). E passarão por quatro serras (Espinhaço, Mantiqueira, Caparaó e Canastra), onde a altura vai superar os 1.700 metros.

A ferrovia será construída de acordo com padrões modernos adotados na nova malha ferroviária em implantação no País, com dormentes de concreto e bitola de 1,60 m, o que permitirá às composições de carga desenvolver velocidade de até 80 km por hora.

Os dormentes serão preparados para receber terceiro trilho, abrindo a possibilidade de a ferrovia operar também com bitola mista. Pelos estudos de engenharia, foram apresentadas quatro sugestões de traçado. Os investimentos previstos variam de R$ 19 bilhões a R$ 28 bilhões.

A estrada de ferro vai passar por 55 municípios, distribuídos assim:
Em Goiás: Uruaçu, Santa Rita do Novo Destino, Barro Alto, Vila Propício, Cocalzinho de Goiás, Padre Bernardo, Planaltina de Goiás e Cristalina.

No Distrito Federal os trilhos cortarão a parte Norte, passando pela região de Planaltina.

Em Minas Gerais: Cabeceira Grande, Unaí, Natalândia, Dom Bosco, Brasilândia de Minas, João Pinheiro, Pirapora, Buritizeiro, Várzea da Palma, Lassance, Augusto de Lima, Corinto, Curvelo, Inimutaba, Presidente Juscelino, Cordisburgo, Jequitibá, Funilândia, Prudente Morais Matozinhos, Jaboticatubas, Taquaraçu de Minas, Nova União, Bom Jesus do Amparo, Itabira, São Gonçalo do Rio Abaixo, Barão de Cocais, Santa Bárbara, Catas Altas, Alvinópolis, Mariana, Barra Longa, Acaiaca, Ponte Nova, Guaraciaba, Porto Firme, Viçosa, Cajurí, Coimbra, São Geraldo, Ervália, Guiricema, São Sebastião da Vargem Alegre, Miraí, Muriaé e Patrocínio do Muriaé.

No Rio de Janeiro: Laje do Muriaé, Itaperuna, Italva, Cardoso Moreira e Campos de Goytacazes.


Fotos: Helen Souza Folha da Manhã

Nenhum comentário: