quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Operadoras vão começar a cobrar imposto em qualquer compra com cartão de crédito

    Banco Central entende que ao pagar com cartão o consumidor está pegando um empréstimo.
    Usar o cartão de crédito vai ficar mais caro a partir de setembro deste ano, quando passa a valer a resolução do Banco Central (BC) que
    autoriza a cobrança do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Com isso, será tarifado 0,38% sobre qualquer compra ou operação com
    cartão. A economista Jane Noronha explica que o BC passou a considerar que, ao efetuar uma compra com cartão de crédito, o consumidor está adquirindo, na verdade,  um empréstimo, uma vez que ganha prazo para pagar. "É exatamente sobre este tipo de operação (empréstimo) que o IOF sempre incidiu. O que está mudando é o conceito do que seria uma operação feita com o cartão de crédito", explicou.
      
    A economista destaca que a cobrança vai incidir até quando o consumidor recorrer ao cartão para pagar contas de energia ou de água.
    "Quando você trazia a sua cota da Cemig e da Copasa para o cartão de crédito, o que você estava fazendo era adiar esse pagamento. Portanto, todo esse bolo passa agora a pagar 0,38%", detalha. 
     
    Quem faz compra internacionais com o cartão de crédito, operação que já incidia cobrança de IOF de 6,38%, terá que desembolsar mais 0,38% 
    do imposto.
     
    Juros
     
    As taxas de juros cobradas pelas operadoras de cartões de crédito no Brasil são as mais altas do mundo, superando 300% ao ano, em média. O
    principal custo é com a anuidade, que pode chegar a R$ 600. Além disso, os juros do crédito rotativo, cobrados quando a fatura não é paga até o dia do vencimento, podem ultrapassar 800% ao ano. Já o percentual pago pelo consumidor que necessita fazer um saque chega a 600%.
     


    Resumindo: será melhor usar dinheiro.

Nenhum comentário: