segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Dois jovens mortos em capotamento no km 73 da BR-356, em Italva. Todos estavam na Festa de Boa Ventura.

Reportagem do URURAU

Dois jovens morreram e um ficou gravemente ferido em um acidente na madrugada deste domingo (29/09), por volta das 4h, no km 73 da BR-356, no município de Italva.
Amigo da família contou que jovens voltavam de uma festa quando capotaram
                                                    Foto: Mauro de Souza
Um amigo da família de um dos jovens contou à equipe do Site Uurau que os três, identificados como Jhonatan da Silva Robaina Pereira, 19 anos, Bruno Nunes Rodrigues, 16 anos e Dener da Silva Souza Júnios, 21 anos, estariam retornando de uma festa em Boa Ventura, distrito de Itaperuna, quando Jhonatan que estaria dirigindo, teria perdido o controle da direção do veículo, rompido uma cerca de mourões à margem da pista e caído de uma altura de cerca de cinco metros. O Corpo de Bombeiros Militar chegou ao local por volta das 4h15, encontrou o carro pegando fogo e apagou as chamas.

Jhonatan teria sido ejetado do veículo. Ele foi socorrido com vida pelo bombeiros de Italva e levado para o pronto-socorro, no município, sendo transferido para o Hospital São José do Avaí, em Itaperuna, onde deu entrada por volta das 9h30 desta manhã. Já os demais jovens teriam morrido carbonizados, dentro do veículo, um Gol com placa de Petrópolis.

DEMORA DA PERÍCIA

As famílias das vítimas ficaram revoltadas com a demora da chegada do perito da Polícia Civil, para liberar a remoção dos corpos do local. As primeiras informações davam conta de que a viatura estaria sem combustível.

Na 148ª Delegacia Legal (Italva), o perito Guilherme Rezende explicou que teria sido acionado por volta de 5h30, pela Polícia Civil e disse que desde ontem os trabalhos vem sendo comprometidos por problemas no abastecimento das viaturas desde a tarde deste sábado (28/09).

Segundo ele a ordem é que as viaturas fossem abastecidas no 21º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM), de Itaperuna, mas a bomba de combustível estaria com defeito e o único local indicado seria Pádua ou São Fidélis.

Para o perito, que só conseguiu chegar ao local do acidente às 9h30, qualquer um dos dois lugares seria inviável já que o veículo estaria completamente sem combustível. A única solução foi pegar uma carona com uma viatura da Polícia Militar de Itaperuna.

“São quatro peritos que tem que se dividir em uma viatura pra atender os municípios de Itaperuna, Italva, Cardoso Moreira, Bom Jesus do Itabapoana, São José de Ubá, Porciúncula. Varre-Sai, Laje do Muriaé e Natividade”, contou Guilherme que voltou à delegacia de Itaperuna de carona com um amigo da família das vítimas.

Um comentário:

Anônimo disse...

Esta e a realidade do Brasil.