quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Macaé: prefeitura assina convênio com a Fundação do Câncer

Flávio Sardou - Secom Macaé

O prefeito Dr. Aluízio assinou nesta segunda-feira (24/09) um convênio inédito com a Fundação do Câncer para a organização do atendimento oncológico no município. Com a formalização da parceria, Macaé é a primeira cidade do Brasil a firmar uma parceria com a Fundação, instituição que é a principal referência no país em controle, tratamento e prevenção na área de oncologia. 
A cerimônia, realizada no gabinete do prefeito, contou com a participação do presidente do Conselho de Curadores da Fundação do Câncer e representante da Organização Mundial da Saúde para Programas Nacionais de Controle do Câncer, Marcos Fernando de Oliveira Moraes. Também estiveram presentes o diretor executivo da Fundação, Celso Ruggiero, o secretário municipal de Saúde, Flávio Antunes, o subsecretário de Saúde, Michel Haddad, o coordenador da implementação da Política de Atenção Oncológica Municipal e diretor administrativo do Hospital São João Batista, Sávio Rocha, além dos consultores da Fundação, Altino Leitão e Carlos Frederico de Lima Freitas, que será responsável pela implementação do projeto da Fundação do Câncer na cidade.
“De todas as grandes ações que estamos implementando na cidade, o início do tratamento oncológico e da parceria com a Fundação do Câncer é a de maior impacto para a população, porque já começa a fazer diferença na vida das pessoas. Acredito que teremos um importante caso de sucesso na interiorização do atendimento oncológico levando mais cuidado e assistência para a população. Agradeço a Fundação pela coragem de nos ajudar nesse desafio de transformar um anseio tão importante dos macaenses em realidade”, enfatizou o Dr. Aluízio.
Principal parceira do Instituto Nacional do Câncer (INCA) e responsável por colaborar com todas as atividades do Programa Nacional de Controle do Câncer, a Fundação auxiliará a Prefeitura na organização do Plano Municipal de Assistência Oncológica, com ações nas áreas de pesquisa, ensino, diagnóstico precoce, tratamento e cuidados paliativos. O projeto, pioneiro no país, tem como meta tornar a cidade uma referência na assistência de alta complexidade em oncologia, com tratamento amplo e consistente. 
O convênio prevê que a Fundação entregue o diagnóstico dos serviços disponíveis no município e um planejamento para as atividades de assistência e gestão com o estabelecimento de um plano de trabalho no prazo de 90 a 120 dias. Na fase seguinte, deverá ser estabelecido um programa de ensino para profissionais de saúde com foco em atenção oncológica.
Segundo o presidente do Conselho de Curadores da Fundação do Câncer, Marcos Moura, a parceria entre a Fundação e a Prefeitura de Macaé se destaca como uma referência para outros municípios.
“A Fundação foi criada com a missão de ajudar o Brasil na política de controle de doenças e a assinatura desse convênio é um ato muito importante para a nossa missão. Queremos fazer de nossa atuação em Macaé um projeto-piloto que poderá ser reproduzido em outras cidades, contribuindo para disseminar a atenção oncológica no país. Vemos em Macaé uma cidade organizada e motivada e temos uma grande expectativa de realizar um trabalho de qualidade e que tenha como enfoque o bem-estar da população”, ressaltou.
Para o diretor executivo da Fundação, Celso Ruggiero, a parceria com a Prefeitura de Macaé representa um importante passo para fazer com que a política nacional de controle e prevenção do câncer se concretize no dia a dia do atendimento aos pacientes.
“É um privilégio para nós termos sido escolhidos por Macaé para trazer nossa contribuição de 22 anos de trabalho na área de oncologia. Macaé é um dos municípios de maior expressão no Rio de Janeiro e que tem uma vontade de fazer um trabalho sério e planejado de médio e longo prazo. Queremos contribuir com esse projeto que a Prefeitura está apresentando na saúde”, disse.
Responsável pela implantação da Política de Atenção Oncológica Municipal, o diretor administrativo do Hospital São João Batista, Sávio Rocha, destacou o pioneirismo de Macaé em buscar o apoio de uma entidade reconhecida internacionalmente para auxiliar a organização do atendimento aos pacientes. Já o secretário Municipal de Saúde, Flávio Antunes, ressaltou que a parceria trará mais segurança para as ações desenvolvidas pela Prefeitura na área da oncologia.
“Não tenho dúvida, que essa parceria vai se transformar em um marco para o município e para o estado do Rio de Janeiro. A Fundação é a mais importante estrutura de oncologia do país e trazer essa experiência para dentro do município vai originar a nosso programa e aos pacientes, a certeza de um tratamento com a melhor qualidade que se pode ter em oncologia” afirmou.

TRATAMENTO ONCOLÓGICO JÁ ESTÁ EM FUNCIONAMENTO 

A assinatura do convênio com a Fundação do Câncer marca uma nova etapa na consolidação do tratamento oncológico municipal em Macaé. No dia 02 de setembro, o prefeito inaugurou o Centro Oncológico, no Hospital São João Batista, com serviços de quimioterapia, atendimento clínico e cirúrgico.
Inicialmente estão sendo atendidos pacientes que não faziam tratamento em outras unidades de Macaé ou de outros municípios e que forem identificados como portadores de câncer durante atendimentos no Hospital Público Municipal (HPM), nas unidades de urgências, nas unidades de saúde básica ou de estratégias de saúde de família.
Todo o atendimento é realizado em rede, por meio da Central de Regulação Oncológica, instituída para acolher, orientar e encaminhar os pacientes. Nos casos de alta complexidade, os pacientes são encaminhados para centros de referência. 

Nenhum comentário: