quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Comissão da Alerj do Porto do Açu convidará Eike Batista para dar explicações

A Comissão Especial da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro para acompanhar a real situação dos investimentos no Complexo Logísticos portuário do Açu e a situação dos trabalhadores e colaboradores envolvidos no empreendimentos definiu na reunião de hoje (02/10) na Alerj que o empresário Eike Batista, do Grupo OGX, e representantes do estado do Rio de Janeiro serão convocados para dar esclarecimentos.
Na reunião de instauração da comissão parlamentar presidida pelo deputado estadual Roberto Henriques também foram discutidas as diretrizes de trabalho que irão orientar as audiências públicas que ocorrerão na cidade do Rio de Janeiro e nos municípios próximos ao Complexo do Porto do Açu, como Campos dos Goytacazes e São João da Barra.

“Após ouvir meus colegas parlamentares e ponderar com os estudos realizados por técnicos e estudiosos da região, definimos que primeiro faremos um estudo global, holístico, ouvindo os representantes do governo e do Grupo OGX, para depois atuarmos pontualmente. Quando falo pontualmente, falo em olhar isoladamente o porto, o condomínio industrial e o estaleiro. Precisamos dar satisfação para a população que vem sofrendo com as especulações e insegurança quanto aos investimentos no complexo. Nos próximos dias estaremos definindo as datas das audiências”, afirmou o deputado estadual Roberto Henriques.

Além do empresário serão convocados o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, Júlio Bueno, e o presidente Da Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro, a Codin, a senhora Maria da Conceição Gomes Lopes Ribeiro. A ideia dos parlamentares é basear-se nos estudos já existentes sobre o Porto do Açu e procurar respostas para o término das obras e do que já está pronto.

"O grupo(EBX) vive uma crise gravíssima e paralisou os investimentos. É inaceitável que o complexo não funcione, pelos investimentos feitos, pelos problemas ecológicos e fundiários causados e os prejuízos”, afirmou o deputado estadual Luiz Paulo Corrêa da Rocha.

Foram eleitos pela Comissão Especial o deputado estadual Luiz Paulo Corrêa da Rocha como relator e a deputada estadual Rosangela Gomes como vice-presidente. A reunião contou com a presença também dos deputados estaduais Geraldo Pudim e Jânio Mendes.


Nenhum comentário: