quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Petroleiros cruzam os braços em greve na Bacia de Campos

Sindipetro confirmou que 42 plataformas aprovaram a greve.
Trabalhadores estão desembarcando.

Funcionários da petrolífera lotaram Heliporto do Farol, em Campos (Foto: Evandro Duarte/ InterTv Planície)
Funcionários da petrolífera lotaram Heliporto do Farol, em Campos (Foto: Evandro Duarte/ InterTv Planície)
Os petroleiros da Bacia de Campos cruzaram os braços e também participam da greve nacional da categoria que começou à 0h desta quinta-feira (17). Segundo informações do Sindipetro-NF, somente no Norte Fluminense, das 46 plataformas, 42 aprovaram a greve. Membros do sindicato estão no Heliporto do Farol e no Aeroporto de Campos dos Goytacazes nesta manhã para orientar os funcionários a não embarcarem para as plataformas. Os trabalhadores que já estão embarcados estão desembarcando e sendo recebidos pelos integrantes do sindicato.
Ainda segundo o sindicato, o que motivou a greve foi uma proposta de acordo coletivo e de pagamento de participação nos lucros e resultados futuros. Essa proposta foi apresentada pela Petrobras no último dia 7, mas não foi aceita.
Além de uma nova proposta de acordo coletivo, os petroleiros exigem a suspensão imediata do leilão de libra, que está previsto para acontecer na próxima segunda-feira (21), e a retirada do projeto de lei que trata da regulamentação da terceirização e aguarda votação na Câmara dos Deputados.
Em Macaé, cerca de 200 funcionários aderiram a manifestação e estão na porta da empresa Petrobras, no bairro Cajueiro.

G1 norte fluminense

Nenhum comentário: