quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Blog do Bastos: após críticas, Prefeitura de Campos lista investimentos de R$ 20 milhões na área da Saúde

Blog do Bastos
Um dia após o vereador Rafael Diniz (PPS) afirmar que “sobra dinheiro e falta gestão na Saúde de Campos” (aqui), o site do governo municipal publicou uma notícia informando que a Fundação Municipal de Saúde (FMS), “visando dar maior resolutividade ao atendimento em suas unidades de saúde, vem promovendo uma série de ações, como ampliações, reformas, reposição de equipamentos e treinamento de pessoal”. Ao todo, são cerca de R$ 20 milhões em investimentos. A FMS é composta pelos Hospitais Ferreira Machado e de Guarus, além das Unidades Pré-Hospitalares de Santo Eduardo, Travessão, Guarus, Ururaí, Saldanha Marinho, São José e Farol.

Os dois grandes hospitais públicos de Campos passam por obras de reforma e ampliação, informa o presidente da FMS, José Manuel Moreira. “O projeto de reforma e ampliação do HFM, orçado em R$ 6,7 milhões, prevê, além da UTI, da Enfermaria Laranja e do Pronto Socorro Pediátrico que foram entregues, um novo Centro Cirúrgico, com três novas salas de cirurgia, reforma e ampliação do Pronto Socorro. No HGG, reformamos a Clínica Médica e vamos iniciar a reforma e ampliação da Emergência, com investimentos na ordem de R$ 4,4 milhões”, disse Moreira.

As UPHs de Travessão e São José (Goitacazes) também passam por intervenções. Segundo a Prefeitura, o projeto para o novo Hospital da Baixada (que se arrasta desde 2011) está orçado em R$ 6,4 milhões, englobando a construção de um novo prédio com dois pavimentos e a recuperação de toda estrutura onde atualmente funciona a unidade de Saúde para melhor atender aos pacientes. Em Travessão a obra orçada em R$ 2,6 milhões contará com 13 consultórios e toda infraestrutura necessária.

De acordo com a Prefeitura, tendo em vista a necessidade de gerar mais conforto para os pacientes e melhoria das condições de trabalho para os servidores, a FMS está investindo em novo mobiliário médico, além da aquisição de novos veículos para substituir parte da frota atual, que está com muitos anos de uso. Ao todo serão oito novas ambulâncias, oito carros administrativos, duas caminhonetes e um caminhão baú, que atenderão o HFM, o HGG e as demais UPHs.

José Manuel Moreira explicou que, além dos hospitais, as UPHs têm toda infraestrutura de suporte a vida. “Nossas unidades contam com sala de reanimação de pacientes dotadas de ventiladores, cardioreversores, monitores e outros, além de nossas equipes receberem treinamento frequente sobre a utilização de novos equipamentos que estamos direcionando para as UPHs”, disse.

Nenhum comentário: