terça-feira, 19 de novembro de 2013

Ex-prefeito de Campos, Alexandre Mocaiber, terá que devolver R$ 2,6 milhões



O ex-prefeito de Campos dos Goytacazes Alexandre Marcos Mocaiber Cardoso terá que devolver R$ 2,68 milhões (1.114.446,2242 Ufir-RJ) aos cofres públicos, além de pagar multa de R$ 7.219,80 pela contratação, acima do preço de mercado, do Instituto de Desenvolvimento e Apoio a Projetos Integrados (Idapi) para executar serviços na área de informática.

Entre 2006 e 2007, o Idap recebeu da prefeitura 1.872.803,0981 Ufir-RJ (cerca de R$ 4.5 milhões em valores atualizados) para compra de licenças de uso de software, treinamento de pessoal e manutenção e gestão do sistema de informática. Porém, esse mesmo serviço foi executado pela empresa RM Sistemas, subcontratada do Idap, por um valor bem menor: 758.356,8739 Ufir-RJ (cerca de R$ 1,8 milhão em valor corrigido).

A ilegalidade foi verificada pelos técnicos do Tribunal de Contas em inspeção realizada na área de informática da administração municipal. Ex-gestoras do contrato firmado pela Prefeitura de Campos com o Idap, Elizabeth Landim Gomes Siqueira e Maria Ignes Pereira Pessanha também foram multadas em R$ 7.219,80, cada uma, por conta das irregularidades.

O ex-chefe de gabinete da Controladoria-Geral de Campos João Manoel da Silva Pessanha foi condenado a ressarcir em R$ 365 mil (151.764,60 Ufir-RJ) os cofres públicos por ter contratado a empresa MPC Informática S/A sem que tenha havido a execução do serviço. O processo foi relatado pelo conselheiro Marco Antonio Barbosa de Alencar.

Obs:
O interessante é saber que os vereadores de Campos, para salvar a prefeita de uma possível cassação, aprovaram estas mesmas contas. 
Coisas de Campos.

TCE RJ

Nenhum comentário: