quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Governo premia policiais militares e civis com bônus e dinheiro

Maiores destaques na diminuição dos índices de criminalidade ocorreram no interior do estado e na zona oeste
Maiores destaques na diminuição dos índices de criminalidade ocorreram no interior do estado e na zona oeste do Rio.

Policiais civis e militares que atingiram as metas de queda dos indicadores estratégicos de criminalidade no estado do Rio de Janeiro foram premiados nesta terça-feira (16/12) pelo governo do estado, com bônus em dinheiro. A quantia de R$ 28 milhões beneficiou 3.648 policiais no modelo de gestão por desempenho, o Sistema de Metas e Acompanhamento de Resultados (SIM), da Secretaria de Estado de Segurança (Seseg). O bônus é referente ao primeiro semestre deste ano.

O objetivo do SIM é desenvolver ações integradas de prevenção e controle qualificado do crime, nas suas respectivas regiões, por meio do estabelecimento de metas para diminuição da incidência dos Indicadores Estratégicos de Criminalidade. O sistema, segundo a Seseg, otimiza os recursos disponíveis e possibilita o uso compartilhado de informações e do desenvolvimento de estratégias de integração e cooperação regionais.

Para o comandante-geral da Polícia Militar (PM), Íbis Silva Pereira, a política de metas é uma das grandes conquistas para os policiais com o estímulo para a instituição. Segundo Íbis, o sistema de metas deve continuar no próximo ano para tentar diminuir os indicadores cada vez mais.

"É uma experiência que tem sido exitosa, e eu acho que acima de tudo significa o uso científico dos recursos colocados à disposição das forças de segurança. Isso contribui para que o policial perceba que seu trabalho está sendo mais valorizado”, afirmou o comandante da PM. Ele ressaltou, no entanto, que o bônus deve ser visto como um estímulo ao trabalho policial. “A polícia não trabalha só por isso, mas não deixa de ser uma sinalização importante.”

Os maiores destaques na diminuição dos índices de criminalidade ocorreram no interior do estado e na zona oeste. Os indicadores levados em consideração para a concessão do prêmio foram: letalidade violenta – que compreende homicídio doloso, auto de resistência, latrocínio e lesão corporal seguida de morte –, roubo de veículo e roubo de rua – roubo a transeunte, roubo de celular e roubo em coletivo.

Ururau

Nenhum comentário: