quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

PT de Campos dos Goytacazes tem nova presidência

Na vice-presidência, assume a santoeduardense Norma Dias

No meio, de vermelho, André Oliveira, aclamado presidente do PT de Campos; ao seu lado, Norma Dias, a vice-presidente.

O diretório do Partido dos Trabalhadores (PT) em Campos aclamou seu novo presidente nesta terça-feira (13). Os partidários tinham o discurso afinado e garantem que vão lutar para a escolha de um nome que dispute a Prefeitura de Campos em 2016. André Oliveira, interino na presidência desde a renúncia de Makhoul Moussallem, foi efetivado à função. Para a vice-presidência a escolhida foi Norma Dias.

— A gente começa de maneira unida e vamos enfrentar um adversário rachado. Tenho muito orgulho do PT Campos, que tem os melhores quadros políticos, não só da cidade, mas de toda a região — destacou André.

Ele assume a presidência do PT após pouco mais de três anos oficialmente filiado ao partido. Entretanto, a militância no diretório regional petista teve início um pouco antes, em 2008, no apoio à campanha do então candidato a vereador Renato Barbosa. “Na verdade já estou à frente do partido desde junho do ano passado, a pedido do Makhoul, quando foi candidato a deputado federal”, observou André.

Entre os membros do diretório que participaram da reunião que aclamou o novo presidente e indicou a vice estiveram o vereador Marcão Gomes e a ex-vereadora Odisséia Carvalho, além de líderes do partido no município também ligados ao sindicalismo, como Hélio Anomal, que foi categórico: “O PT tem que trabalhar para fazer o próximo prefeito desta cidade.”

A convocação do diretório municipal para aclamação do novo presidente segue o estatuto do partido, mediante a renúncia ou desfiliação do presidente. No caso de Campos aconteceu as duas, pois Makhoul renunciou a presidência e se desfiliou no mês de dezembro. O motivo de sua saída foi a volta para o cargo de conselheiro no Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj), onde estará a frente da seccional de Campos.

Arnaldo Neto - Folha da Manhã


Nenhum comentário: