quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Novos ônibus integram sistema de transporte coletivo de Campos

Os novos veículos da frota estão agradando os moradores de Campos.
Cada consórcio terá uma cor diferente, de acordo com o itinerário.

Novos ônibus estão agradando os moradores de Campos (Foto: Secom/Campos dos Goytacazes)
Novos ônibus estão agradando os moradores de
Campos (Foto: Secom/Campos dos Goytacazes)

A chegada dos primeiros ônibus novos, do Consórcio Planície, que integram o novo sistema de transporte coletivo Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, vem agradando moradores, principalmente, dos bairros Jóquei Clube, Santa Rosa, Cidade Luz e Jardim Carioca, primeiros a serem contemplados.  Cada consórcio terá uma cor diferente, de acordo com o itinerário, o que vai facilitar a identificação pelos passageiros.  A expectativa é de que, em março, mais ônibus cheguem reforçando a nova frota. Ao todo, serão cerca de 385 novos ônibus operando nos três consórcios. Os novos ônibus contam com acessibilidade e cerca de 40% terão ar condicionado.

Através do Fundo de Desenvolvimento de Campos (Fundecam), a prefeitura também está financiando mais 85 ônibus zero quilômetro para as empresas que fazem parte dos consórcios vencedores da licitação, iniciada no ano passado. Mais 45 estão sendo financiados pelas empresas, que fazem parte dos consórcios, diretamente com os bancos.
"Estamos aumentando a frota existente atualmente e, consequentemente, estaremos atendendo maior número de pessoas. Outra boa notícia é que os ônibus estarão ligando novos bairros e farão a ligação de um bairro a outro", informa Álvaro Oliveira.
Passagem a R$ 1.

Em 2009,  com a criação do programa Campos Cidadão, muitos benefícios foram garantidos à população, principalmente, para quem reside no interior. Na sede do município, a passagem custava ao trabalhador R$ 1,60. “Em Santo Eduardo, na região norte do município, cada morador pagava R$ 11,50 para ir à sede do município e o mesmo valor para voltar. Hoje, ele só precisa de R$ 2 para ir e voltar. A economia é de R$ 9,50”, lembra o presidente do IMTT.
Ele ressalta que, com a passagem social, cerca de 300 mil pessoas são beneficiadas e que a bilhetagem saltou de 1,8 milhão de passageiros mês para 3 milhões por mês.  Além de economia, o programa de passagem social também garantiu diminuição da idade média dos veículos, que passou de 11,8 anos para 5,6 anos e, ainda, aproximou a população, dando oportunidades iguais a todos. “Com a licitação, teremos garantia de um serviço ainda melhor para a população”, finaliza.

G1 Norte Fluminense

Nenhum comentário: