quarta-feira, 20 de maio de 2015

Dia de decisão: assembleia dos professores vai definir rumos da greve





O Sepe vai apresentar as contrapropostas do Governo Municipal



Profissionais da rede municipal de Educação continuam com os braços cruzados nesta quarta-feira (19), em Campos. Os rumos da paralisação serão decididos em assembleia, às 17h30, no auditório da antiga Cedae. De acordo com a diretora do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe), Norma Dias, mais de 90% das 239 escolas e creches do município aderiram à greve. Ela informou que nesta terça-feira (19), representantes do governo municipal apresentaram uma contraproposta para a categoria.


Os professores reivindicam reajuste salarial, melhorias na infra-estrutura das unidades escolares, concurso público para setores que sofreram com demissões, além de plano de saúde, vale transporte e melhores condições de trabalho. “Entre as reivindicações está a questão de concurso público para setores em que houve demissões, como de porteiros, faxineiros e merendeiras. Os alunos estão ficando vulneráveis sem esses serviços. Hoje (quarta), vamos apresentar as propostas do governo e a categoria vai decidir se mantém o movimento de greve ou não”, disse.

Em nota, a Prefeitura de Campos informou que os profissionais da Educação contam com plano de Cargos e Salários desde 2010 e vários benefícios foram alcançados. Recentemente, com mais de 70% dos professores fora das salas de aula, a prefeitura anunciou mais melhorias. Entre elas, o aumento de 100% da regência e a criação do Fundo Municipal de Assistência, que garantiria assistência médica e hospitalar a todos os servidores.

com informações do Jornal Terceira Via

Nenhum comentário: