quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Tim oferecendo serviços de Internet na região

A Empresa de Telefonia móvel TIM , enfim, está realizando testes em nossa região. Após a construção de várias torres, desde Vila Nova até Carabuçu, a população está, cada vez mais, ansiosa em poder usar seus aparelhos, que aqui servem para muita coisa, menos pra receber e fazer ligações. No momento, os clientes TIM daqui apenas estão podendo usar a Internet, cadastrando previamente num plano específico, é claro.
Eu já fiz o meu e estou usando os serviços por toda parte. Já é alguma coisa, não é?



quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Natal em Santo Eduardo: Papai Noel chega em praça pública e faz a festa da criançada.

Funcionários e amigos do Hospital e algumas pessoas da comunidade se juntaram para, mais uma vez, garantir o Natal das crianças de Santo Eduardo. Papai Noel chegou nesta noite de quarta-feira (23) trazendo presentes para a criançada, deixando todas muito felizes. 

Santo Eduardo, mais uma vez, mostrando o caminho, não esperando das autoridades as iniciativas...

Praça decorada com famílias recebendo presentes nesta quarta-feira (23)

Criançada fez a festa nesta quarta-feira em Santo Eduardo.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Passagem a R$ 1 será suspensa a partir de 1º de janeiro em Campos

Suspensão temporária será de 60 dias.
Moradores passarão a pagar R$ 2,75 pela passagem.


O programa Cartão Cidadão, que permite que moradores de Campos dos Goytacazes paguem R$ 1 pela passagem em ônibus municipais, será suspenso por 60 dias. A informação é da Prefeitura, que afirmou que a medida será tomada a partir do dia 1º de janeiro de 2016. Com isso, todos os passageiros irão pagar R$ 2,75 pela passagem nas linhas municipais.
"A suspensão temporária da passagem social em Campos, que deverá ocorrer a partir de 1º de janeiro, será provocada exclusivamente em razão da falta de comprometimento de empresários do setor de transporte coletivo com esse importante programa”, disse em nota o procurador geral do município, Matheus José.
O procurador disse ainda que as empresas de ônibus querem evitar que a prefeitura controle o número de passageiros transportados. “O relatório do RioCard, atual contratada para esse tipo de serviço, é precário e não dá segurança”, diz Matheus, ressaltando que “o novo sistema que os empresários se recusam a implantar dará maior controle interno e gerencial da prova dos números de viagens por dia”.
Segundo dados da Prefeitura, desde o início do Programa Passagem Social, em maio de 2009, R$ 206 milhões foram repassados pelos cofres públicos às empresas de ônibus a título de complementação.
De acordo  o procurador, a suspensão temporária da passagem social a partir de 1º de janeiro é uma decisão tomada em comum acordo, entre a Procuradoria Geral e o Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT). O prazo será para que o IMTT consiga implantar o novo sistema de bilhetagem.
“Terá como objetivo principal a implantação de um novo sistema de controle de bilhetagem e a obrigatoriedade por parte das empresas de colocar nas ruas o número de carros previsto no edital”. A medida, segundo a Prefeitura, é "uma tentativa de salvar o Programa Passagem Social”

G1