domingo, 7 de fevereiro de 2016

Carnaval começa em Santo Eduardo com atraso, furo e violência

Uma noite de sábado de Carnaval, com situações diversas em Santo Eduardo. O que era para ser apenas alegria se transformou em aborrecimento. Começando pelo show do cantor Gil Paixão, marcado para começar às 22 horas, que teve início quando era mais de meia-noite, causando decepção e irritabilidade em muitos que foram à Praça, tomada em sua maioria por famílias com seus filhos pequenos. Nem bem começou o show, o inesperado; de repente, um jovem sai de um bar com uma faca correndo atrás de outro que lá estava, e no meio toda gente perseguiu a vítima até conseguir feri-lo, causando pânico em muitos e fazendo com que a Guarda Municipal tomasse a providência de tentar conter a situação, visto que no momento a viatura da polícia militar do DPO local estava em Santa Maria.

O ferido foi socorrido para o Hospital de Santo Eduardo pela ambulância que estava de plantão na praça com vários ferimentos e perdendo muito sangue e por volta das duas da madrugada foi transferido para Campos.

FURO

Para completar a noite, foi anunciado no cartaz do evento e pelo locutor, a presença da Bateria da Escola de Samba Ururau, que não deu as caras, ou seja, um furo na programação da Fundação Cultural.


Que neste domingo aconteça o show do Nelson Príncipe Negro e que haja paz e alegria, que é o verdadeiro propósito do Carnaval.
Famílias foram à Praça para assistir a programação enviada pela Fundação Cultural J. Oswaldo Lima.
Gil Paixão: show começou com atraso de mais de duas horas, ou seja, mais de meia-noite.

Viatura da Guarda ficou com respingos de sangue.

Soldado da Guarda Muncipal, ao tentar apartar a cena criminosa ficou sujo de sangue.

Ambulância que veio de Campos ficou toda suja de sangue, assim como boa parte do Hospital de Santo Eduardo.

Nenhum comentário: