terça-feira, 25 de outubro de 2016

Vereador Ozéias entregava “chequinho” de porta em porta

Vereadores que participaram do esquema do cheque cidadão continuam presos.

Confira a matéria da 3ª Via TV no vídeo abaixo:



quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Santo Eduardo: prefeitura executando asfaltamento de ruas. Rosinha correndo atrás do tempo perdido.


A Prefeitura de Campos dos Goytacazes, na gestão da "ainda prefeita" Rosinha Garotinho começou nesta manhã de quinta-feira (20) a asfaltar algumas ruas do Alto Grupo, em Santo Eduardo.

Segundo informações colhidas com os trabalhadores, o asfalto será apenas em ruas que já que têm paralelepípedos, ou seja, são apenas poucas ruas que serão asfaltadas.

Com certeza, estas ruas já deveriam estar licitadas para serem asfaltadas e deve ser apenas por isso que eles estão correndo atrás do tempo perdido. Antes tarde do que nunca!

Rua Santos Augusto Mello, que dá acesso aos colégios de Santo Eduardo está sendo asfaltada a partir desta quinta-feira.

Caminhão despejando o asfalto nesta manhã de quinta-feira chamou a atenção de moradores da Rua Santos Augusto Mello, em Santo Eduardo.

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Região de Santo Eduardo com problemas de energia elétrica.


Resultado de imagem para baixa tensão de energia
Moradores de Santo Eduardo, Santa Maria, Espírito Santinho, entre outras localidades da região norte de Campos estão há dias sentindo quedas de potência de voltagem de energia elétrica. Há relatos de que algumas pessoas estão com aparelhos eletrodomésticos não funcionando corretamente devido a este problema e até comerciantes que não estão conseguindo ligar freezeres, geladeiras e etc.

Entrei em contato com a Ampla, mas a atendente não soube, de imediato, constatar nem comprovar que está acontecendo nada no sistema, apenas abriu um pedido de verificação emergencial de reparo na rede.

Enquanto isso, todo cuidado é pouco com nossos aparelhos, pois se queimar, até o consumidor ser ressarcido do prejuízo pode durar meses para que isso aconteça.


segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Festa de Santo Eduardo: Domingo para deixar saudade.

No último dia de festa, as atrações, mais uma vez, fizeram o público relembrar situações de festas dos anos 80 e 90, resgatando, por exemplo, o show da tarde de domingo, que sempre atraia muita gente para a praça, assim também, como a apresentação de tarefas de gincanas que marcaram festas, principalmente nos anos 80 e 90, situações que muitos da nova geração não vivenciaram e que hoje não se vê mais em nenhuma festa por todas as redondezas. 

 Coube à Banda RX-2, com seu repertório recheado de clássicos dos anos 70, 80 e 90, apesar do forte calor que estava fazendo, abrilhantar e resgatar o Show do fim de tarde de domingo com muita dignidade e talento, fazendo com os que estavam na praça se divertirem bastante.

A Banda RX-2, resgatou a tradição dos shows da tarde da Festa de Santo Eduardo.


Já à noite, a diversão continuou com o show do simpaticíssimo Apollo e Banda, que com seu repertório variado não deixou ninguém desanimar.


Show do Apollo, contagiou o público presente na praça neste domingo.


Para finalizar a noite, a atração foi a clássica Banda TB-6, que também fez o público relembrar e curtir muitos flash backs, sem deixar também de tocar muitos sucessos atuais, levando a multidão a cantar e dançar de montão. Foi realmente muito bom estar presente e vivenciar esta apresentação desta querida banda.


A Banda TB-6, como sempre, agitou a galera neste domingo de festa em Santo Eduardo.

Finalizando a Festa, o DJ André Mattos começou tocando alguns remixes dançantes, que foram, segundo o gosto da maioria que estava ainda na praça, sendo substituídos pela batida do Funk, meio de leve, com aviso que, se houvesse um ato sequer de confusão, coisa que não houve, o mesmo encerraria a apresentação. O rapaz mandou bem e pelo visto tem moral com a galera. Gostei!

Dj André Mattos, agradou a galera, tocou bastante Funk Remixado, fechando a Festa de Santo Eduardo.


domingo, 16 de outubro de 2016

Festa de Santo Eduardo: um sábado mais do que especial!

O dia de Sábado da Festa de Santo Eduardo deste ano foi, simplesmente, para simplificar, INESQUECÍVEL!

Inúmeras atrações chamaram a atenção de quem por aqui esteve neste dia, principalmente, o maravilhoso Desfile, que procurou relatar e definir nossas raízes e resgatar com maestria e bastante dignidade a história de nosso distrito. Com certeza, foi um dos mais bonitos realizados por estas bandas, de todos os tempos, emocionando os moradores, santoeduardenses vindos de todas as partes e visitantes de toda nossa região que estavam na Praça Nilo Peçanha. Realmente foi MARAVILHOSO!

Confira algumas fotos do Desfile:

Clique na imagem para melhor visualização.


À noite, vários shows abrilhantaram também este sábado especial, começando com o Trio Lamparão, que trouxe um "forró pé de serra" muito gostoso e outas boas atrações, como a Banda Segredo de Estado, tocando muito hits inesquecíveis dos anos 70, 80 e 90, o Grupo Dibobeira, contagiando a todos com seu pagode de primeira linha e, já pela madrugada, o show do Rafa Carvalho e Guilherme que segurou muitos na praça até de manhã para acompanhar a Alvorada, que saiu pelas ruas acordando e emocionando os moradores do distrito.

Praça lotada de visitantes de todas as partes, prestigiando mais uma vez a Festa de Santo Eduardo.


Trio Lamparão
Banda Segredo de Estado
Grupo Dibobeira
                                  


sábado, 15 de outubro de 2016

Festa de Santo Eduardo: Sexta-Feira de Visita de Vereadores, Prefeito eleito Rafael Diniz e de Shows empolgantes.


A Sexta-Feira da Festa de Santo Eduardo foi recheada de boas surpresas. A primeira, foi sem dúvida, de deparar com os vereadores Abu, eleito nesta eleição passada pela primeira vez, do vereador mais votado e reeleito, Marcão, do também vereador reeleito Fred Machado e, sem dúvida nenhuma, do prefeito eleito, o jovem Rafael Diniz, que já está fazendo história, pois há anos nenhum prefeito aparece aqui para prestigiar nossa festa, fato que já nos chama a atenção, pois mostra, de cara, o perfil e o estilo humilde deste jovem que, com certeza, tem tudo para fazer realmente um governo DIFERENTE!
No restante da noite, shows empolgantes com o do Jr. Oliveira e Mc Betinho, da Banda Elite Vibe, entre outras atrações, que contagiaram o público presente na Praça Nilo Peçanha.

Confira os flagrantes:
Vereador eleito Abu, prefeito eleito de Campos, Rafael Diniz e os vereadores reeleitos Marcão e Fred Machado.


J





Banda Elite Vibe





sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Festa de Santo Eduardo: no dia do Padroeiro, Procissão, Missa e Fogos de artifício encerram programação religiosa.

No dia do padroeiro do Distrito, fieis mostraram mais uma vez sinais de devoção e tradição ao santo Rei Inglês, Eduardo, O Confessor. Saindo em procissão até o bairro São Sebastião e retornando à Igreja de Santo Eduardo, fieis de todas as partes do estado e até de regiões longínquas do país, vieram fortalecer as nossas tradições.


Andor de Santo Eduardo, padroeiro do distrito, saiu em procissão pelas ruas arrastando centenas de fieis.
Andor e Igreja de Santo Eduardo.
Igreja lotada de fieis e devotos do padroeiro do distrito.

Padre David, pároco local, celebrou a missa.

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

13 de Outubro: dia de Santo Eduardo, o Confessor. Saiba a história do Rei que virou santo.



Matéria extraída do Site Sanctorum


Santo Eduardo, o Confessor (cerca 1004 - 5 de Janeiro, 1066) foi o penúltimo Rei saxão de Inglaterra, entre 1042 e 1066. Era filho de Ethelred II e de Ema da Normandia.

Juntamente com o pai, o irmão Alfredo e o resto da família, Eduardo fugiu para a Normandia durante a invasão dinamarquesa de 1013. Permaneceu na corte do Duque da Normandia, Roberto I da Normandia até 1041, data em que foi convidado pelo meio irmão Canuto II a regressar a Inglaterra.

No ano seguinte Canuto II morreu, possivelmente envenenado, e Eduardo subiu ao trono restaurando a dinastia saxã que se iniciara com Alfredo, o Grande.

Eduardo foi coroado a 3 de Abril de 1043 na Catedral de Winchester.


O exílio na Normandia teve bastante influência no reinado de Eduardo, nomeadamente no favor que concedia aos nobres normandos em desfavor dos saxões e dinamarqueses.

A discórdia entre os súbditos aumentou e Eduardo acabou por casar com Edite, filha de Godwin, Conde de Wessex, em 1045 para acalmar a situação.

O pai de Edite mostrou-se inicialmente favorável, mas depois se revelou um opositor, interessado nas regalias que poderia o reinado inglês oferecer.

 O casamento não durou nem gerou filhos, pois de comum acordo mantiveram-se castos, já que Eduardo era extremamente religioso, mas Edite e Eduardo se tornaram profundos amigos.

Quando Eduardo morreu em 1066, o seu primo Guilherme, Duque da Normandia declarou-se seu sucessor baseado numa alegada promessa de Eduardo em lhe deixar a coroa de Inglaterra.

 Os nobres ingleses elegeram Haroldo II, filho de Godwin de Wessex, mas Guilherme invadiu Inglaterra com um exército de 7000 homens e derrotou-o na Batalha de Hastings.

Eduardo encontra-se sepultado na Abadia de Westminster que mandou construir.

Foi canonizado pelo papa Alexandre III, em 1161.
 
MAIS UM POUCO SOBRE SANTO EDUARDO

Depois do abandono, as lutas e a opressão durante o reinado dos dois soberanos dinamarqueses, Harold Harefoot e Artacanuto, o povo inglês acolheu com júbilo ao representante da antiga dinastia inglesa, Santo Eduardo, Confessor.

As qualidades que mereceram a Eduardo ser venerado como santo, referiam-se mas bem a sua pessoa que a sua administração como soberano pois era um homem piedoso, amável e amante da paz.

Eduardo era filho do Eteredo e da normanda Ema.

Durante a época da supremacia dinamarquesa, foi enviado à Normandia quando tinha 10 anos e retornou a sua pátria em 1042 quando foi eleito rei.


À idade de 42 anos contraiu matrimônio com o Edith, a filha do Conde Godwino, a maior ameaça para seu reino.

A tradição diz que Santo Eduardo e sua esposa guardaram perpétua continência por amor a Deus e como um meio pró alcançar a perfeição.
A administração justa e equitativa de Santo Eduardo o fez muito popular entre seus súditos. 


A perfeita harmonia que reinava entre ele e seus conselheiros se converteu mais tarde no sonho dourado já que durante o reinado de Eudardo, os barões normandos e os representantes do povo inglês exerceram uma profunda influência na legislação e o governo.

 Um dos atos mais populares do reinado de Santo Eduardo foi a supressão do imposto para o exército; os impostos arrecadados de casa em casa na época do santo foram repartidos entre os pobres.


A administração justa e equitativa de Santo Eduardo o fez muito popular entre seus súditos. 



A perfeita harmonia que reinava entre ele e seus conselheiros se converteu mais tarde no sonho dourado já que durante o reinado de Eduardo, os barões normandos e os representantes do povo inglês exerceram uma profunda influência na legislação e o governo.

 Um dos atos mais populares do reinado de Santo Eduardo foi a supressão do imposto para o exército; os impostos arrecadados de casa em casa na época do santo foram repartidos entre os pobres.

A canonização de Santo Eduardo teve lugar em 1161, e dois anos depois de que seu corpo se mantinha incorrupto, foi transladado por Santo Tomás Becket a uma capela do coro da abadia de Westminster, da qual Santo Eduardo foi seu promotor, em 13 de outubro, data em que se celebra atualmente sua festa.

São João Evangelista, o rei Santo Eduardo e seu anel 

Certo dia, o rei Santo Eduardo o Confessor (1005-1066), rei da Inglaterra, já velho assistia à cerimônia de consagração de uma igreja construída em honra de São João Evangelista.

Nessa hora, um homem muito pobre aproximou-se dele e mendigou-lhe uma esmola “pelo amor de São João”.

O grande monarca passou a mão na bolsa, mas não encontrou nem prata nem ouro.

Santo Eduardo, então, mandou vir seu tesoureiro, mas não foi localizado no meio da multidão. E o pobre seguia implorando esmola.

Santo Eduardo sentia-se muito mal à vontade. Nesse momento lembrou que trazia um anel grande e muito precioso. Então, ele o tirou do dedo, e pelo amor de São João o deu ao miserável, que lhe agradeceu gentilmente e desapareceu.

Eis o que aconteceu com o anel.




Aquela mesma noite, muito longe na Palestina, dois peregrinos ingleses extraviaram-se no caminho e ficaram andando no deserto.

O sol já tinha desaparecido por trás das montanhas e os dois homens estavam sós num local desolado. Eles sabiam que não havia jeito de voltar e que não encontrariam refúgio contra os ladrões e os animais selvagens.

Enquanto se perguntavam o quê fazer, um bando de jovens com roupas brilhantes apareceu diante deles. No meio dos jovens estava um ancião, alvíssimo, de cabelos grisalhos, e maravilhoso de se olhar.

‒ “Caros irmãos”, disse ele aos romeiros. “De onde vindes? Qual é vosso credo e vosso berço? De qual reino e de qual rei? O quê vós procurais aqui?”

‒ “Nós somos cristãos e da Inglaterra. Viemos a expiar nossos pecados, procurado os lugares sagrados onde Jesus viveu e morreu. Nosso rei chama-se Eduardo, e nós perdemos a estrada”.

‒ “Vinde atrás de mim, e eu vos conduzirei a uma boa hospedagem pelo amor do rei Eduardo”.

Assim, ele conduziu-os até uma cidade onde encontraram albergue que tinha a ceia servida numa mesa. E, após terem jantado, eles foram dormir.



Na manhã seguinte o ancião veio até eles, e disse:

‒ “Eu sou João o Evangelista. Pelo amor de Eduardo eu não vos faltarei, e vós chegareis sãos e salvos à Inglaterra. Então ireis até Eduardo, e lhe direis que comprastes o anel que ele me deu no dia da consagração da minha igreja, quando eu implorei a ele vestido com pobres roupagens. E dizei-lhe que dentro de seis meses ele vai estar comigo no Paraíso”. Os romeiros voltaram à Inglaterra sem percalços e entregaram o anel ao rei Eduardo junto com a mensagem de São João. 
Quando o monarca ouviu que iria morrer em breve, doou todo seu dinheiro aos necessitados, e consagrou o tempo que lhe restava às suas devoções.

Na Catedral de St. Alban, na Inglaterra, venera-se a imagem de Santo Eduardo mostrando seu símbolo: o anel. 
Adicionar legenda
COROA DE SANTO EDUARDO



CAPELA-TÚMULO DE SANTO EDUARDO
.







Festa de Santo Eduardo: no dia de N. Sra. Aparecida, cavalgada, procissão e missa atraem fieis de toda a região.


Dia de muitas manifestações de fé a Nossa Senhora Aparecida, em Santo Eduardo. Fieis de toda região compareceram para homenagear a padroeira de todos os católicos do Brasil.
Com certeza, uma grande prova que a fé e a tradição estão cada ano que passa mais vivas em nossa região. Confira as fotos:



Cavalgada vinda do Espírito Santinho e Santa Maria, Procissão e Missa homenagearam a Padroeira dos católicos do Brasil nesta quarta-feira em Santo Eduardo.


Homenageando a padroeira, coroação emocionou os fieis nesta quarta-feira em Santo Eduardo.
Bela homenagem, feita com muita devoção e talento, marcaram a Coroação de N. Senhora Aparecida.

Crianças fizeram a encenação da aparição de Nossa Senhora no Rio Paraíba do Sul, emocionando os presentes na igreja.


Coroação de Nossa Senhora Aparecida.