terça-feira, 18 de abril de 2017

Hospital de Santo Eduardo começa a "ressuscitar"


De acordo com o que foi anunciado ao Blog na semana passada pelo Encarregado da UPH de Santo Eduardo, Breno Melo, pude ir nesta manhã comprovar que o que foi citado na postagem já está acontecendo. Na portaria, cafezinho disponível para os pacientes, no corredor, um novo bebedouro conjugado funcionando, ar condicionado na sala de farmácia e dois pneus novos colocados na ambulância... Breno também informou que já houve a liberação de salas essenciais que estavam desativadas, como a de Raio-X, de preventivo e que já foram comprados equipamentos para que seja liberado o funcionamento do consultório dentário nos próximos dias.

Há de ser ressaltado que estas melhorias foram conquistadas com a contribuição de membros da comunidade, como a do Empresário Edson Nogueira, proprietário da Farinha Rosa, que fez uma doação significativa em dinheiro, dando a entender que o prefeito Rafael Diniz, a meu ver, aprovou tal ação, visto as dificuldades que a prefeitura está tendo na área financeira herdada pelo governo anterior são complexas de serem resolvidas de imediato. Só acho.


Na recepção da Unidade tem cafezinho disponível para os pacientes.
Um bebedouro novo foi instalado no corredor, visto que no local nem água mais para os pacientes estava disponível.

Farmácia agora com climatização.

.

3 comentários:

teste disse...

Entendo perfeitamente o esforço do novo encarregado da UPH de Santo Eduardo, mas infelizmente a UPH de Santo Eduardo está em uma situação precária e sua recuperação acredito que será muito difícil, pois fui no último domingo, dia 16 de abril de 2017 às 01:30 na emergência para levar meu pai que se encontrava com a pressão muito alta.

1º A Espera para que o médico aparecesse foi considerada longa.

2º O Médico teve que aferir a pressão do meu pai, pois a enfermeira que o atendeu não aferiu a mesma.

3º Após ser atendido pelo médico, o mesmo constatou que realmente a pressão do meu pai estava muito alta e necessitava de que ele tomasse medicamentos e ficasse em observação.

Meu pai teve que ficar em uma sala na qual se faz eletrocardiograma, pois o leito masculino encontrava-se sem energia elétrica e sem ventilador para fazer com que o ambiente ficasse arejado!

Alguns medicamentos não tinha na UPH, tive que ir na casa do meu pai buscar medicamentos para que ele fosse medicado.

O que estou comentando aqui não é uma crítica ao novo encarregado e sim, pude sentir na pele o quanto será difícil recuperar a UPH de Santo Eduardo!

No final, tive que ir para Bom Jesus do Itabapoana para que meu pai fosse melhor atendido em relação a medicamentos.

Lenna disse...

QUEM quer chegar CHEGA!
QUEM quer fazer FAZ!
Parabéns!!!

Anônimo disse...

Essa situação citada acima é resultado de uma gestão relaxada, de não pedir nada pra não fica mau com os superiores, e assim as coisas ficaram muito tempo sem a necessária manutenção, agora nós o povo temos que espera, ne? Mas quero parabenizara nova gestão, na medida do possível vai fazendo o seu melhor.