sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

VEREADOR PODE PERDER MANDATO POR EXCESSO DE FALTAS



O vereador de Italva, Antônio Elias Ancelmé, eleito pela coligação DEM/PRP/PSDB com 243 votos, poderá perder o mandato devido a quantidade de falta às sessões da Câmara neste ano de 2014, que foram muito além do permitido em lei. Foram 31 faltas quando o máximo permitido são 26.

A cadeira de Antônio Elias Ancelmé deverá ser solicitada à regional do PRP pela primeira suplente da coligação, Marinete da Silveira Barcelos Teixeira, a Marinete do Morro Grande, que obteve 176 votos.

Como Antônio Elias mudou de partido, ingressando no Solidariedade, Marinete acredita que a direção regional do PRP vai solicitar à presidência da Câmara de Italva a cadeira do vereador que, segundo comentários na cidade, após casar-se com uma médica, a Dra. Pâmela, que é de Itaperuna, passou a residir naquela cidade.

Antônio Elias Ancelmé é filho do ex-prefeito de Italva, Darli Ancelmé. No município de Italva os comentários no meio político mostram uma certa decepção com o vereador, que surgiu com um discurso de renovação e não tem demonstrado interesse nas questões que se referem à cidade. Faltou quase a metade das reuniões da Câmara e não desenvolveu nenhum trabalho digno de registro como vereador.

Caso a direção regional do PRP acate o pedido de Marinete, caberá ao presidente da Câmara, Wilson Nogueira, fazer cumprir a lei.

Blog do Avelino Ferreira.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

ACIC repudia o aumento abusivo do IPTU e Taxa de Iluminação no município de Campos



O presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos- ACIC- Amaro Ribeiro Gomes, informou que estará marcando reunião com a sociedade civil e organizada para discutir o aumento abusivo da Taxa de Iluminação Pública e do Imposto Predial e Territorial Urbano - IPTU- Pela prefeitura de Campos com o aval dos vereadores que aprovaram o reajuste.
Na manhã, desta quinta-feira, a diretoria da Associação Comercial e Industrial de Campos, realizou uma reunião para discutir este assunto. Após horas, decidiram convocar a sociedade para entrar nesta luta, já que os índices aplicados na correção do imposto superam aos índices da inflação do país e, que vem desagradando tanto às pessoas físicas como os comerciantes.
Amaro Ribeiro Gomes, destacou que se existe defasagem deveria ser aplicado de forma escalonada para não prejudicar à população campista, que tenta manter suas obrigações em dia. O presidente da ACIC, também não tira a responsabilidade da Câmara dos Vereadores de Campos, que aprovaram o reajuste, sem que pelo menos discutissem os valores a serem corrigidos.



Moisés Batista
Assessoria de Comunicação da Acic

Provas de má gestão: população é obrigada a tirar sangue em Santa Maria porque serviços de Posto de Saúde foram retirados do Hospital de Santo Eduardo.



Engraçado, não entendo o porquê até hoje de Antony Garotinho ter fechado o Posto de Saúde de Santo Eduardo para adequar naquele prédio a Creche e, por consequência deste ato, ter transferido os funcionários de lá para o "Hospital de Santo Eduardo".
 Aliás, a situação foi a seguinte, para quem não se lembra: para compensar tal perda para o distrito, na época, todos os serviços específicos de Posto de Saúde foram automaticamente transferidos para o recém inaugurado hospital, não causando com isso nenhum ônus para a população na época. Quem é daqui ou viveu por aqui neste período sabe do que estou falando.

Pois bem, esse "combinado" foi mantido até o dia da posse da prefeita Rosinha que, num gesto mal pensado e irresponsável, talvez, decidiu passar por cima de um compromisso firmado pelo seu marido e mantido por todos os prefeitos anteriores a ela, que foi de manter esse esquema.

 O resultado disso: hoje, apesar de termos um laboratório montado e construído pelo ex-prefeito Alexandre Mocaiber, dentro de Santo Eduardo, no extinto "hospital", somos obrigados a nos deslocar até Santa Maria, num prédio improvisado, alugado, e diga-se de passagem, porque a obra do Posto de Saúde de lá também não termina nunca, para tirar sangue porque aqui não temos mais o nosso posto.

Isso é, pra mim, no mínimo, uma VERGONHA! uma prova concreta da falta de gestão desse governo que não pensa no bem estar de sua população, que prefere agir de forma unilateral, não pensando nos transtornos que tais gestos causam no dia a dia de sua gente. Uns ditadores!

ROSINHA, reveja sua política de saúde e retorne os serviços de posto de saúde para o hospital de Santo Eduardo. Não passe por cima da palavra que seu marido firmou com nossa população. CHEGA DE TANTA INCOMPETÊNCIA E FALTA DE SENSIBILIDADE COM SEUS ELEITORES.

Servidores da Prefeitura recebem pagamento antecipado e 13ª salário

Este ano a prefeitura já investiu cerca de R$ 800 mil na folha de pagamento


Será liberado nesta quinta-feira (18/12), o pagamento antecipado dos servidores da Prefeitura de Campos, referente ao mês de dezembro, além da segunda parcela do 13ª salário. Com isso serão injetados na economia local, a uma semana do Natal, cerca de R$ 100 milhões.

De acordo com o secretário de Administração e Gestão de Pessoas, Fábio Ribeiro, só este ano a prefeitura já investiu cerca de R$ 800 mil na folha de pagamento dos servidores. Em 2013, acrescenta o secretário, foram R$ 629.446.673,81.

“A prefeitura vem valorizando os servidores públicos municipais ao conceder benefícios, como a implantação do Plano de Cargos e Salários para os profissionais da Educação e efetuar o pagamento em dia”, afirma o secretário.

Fábio Ribeiro explica que, entre os fatores que contribuíram para o aumento da folha de pagamento, estão a convocação dos concursados de 2012, o reajuste acima da inflação e os benefícios concedidos ao funcionalismo. Ao contrário dos meses anteriores, em que o pagamento é efetuado em três dias, este mês todos os vencimentos serão liberados no dia 18.

“Hoje temos um quadro de funcionários regular com mais concursados. Convocamos mais de três mil aprovados no concurso de 2012 e, deste total, 2.546 tomaram posse. Em 2009, a per capita era de R$ 1,5 mil e, hoje, temos menos funcionários se formos comparar com 2009 e temos uma per capita de R$ 3,3 mil, o que significa que os servidores, hoje, estão sendo mais valorizados”, afirma o secretário.

Ururau

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Governo premia policiais militares e civis com bônus e dinheiro

Maiores destaques na diminuição dos índices de criminalidade ocorreram no interior do estado e na zona oeste
Maiores destaques na diminuição dos índices de criminalidade ocorreram no interior do estado e na zona oeste do Rio.

Policiais civis e militares que atingiram as metas de queda dos indicadores estratégicos de criminalidade no estado do Rio de Janeiro foram premiados nesta terça-feira (16/12) pelo governo do estado, com bônus em dinheiro. A quantia de R$ 28 milhões beneficiou 3.648 policiais no modelo de gestão por desempenho, o Sistema de Metas e Acompanhamento de Resultados (SIM), da Secretaria de Estado de Segurança (Seseg). O bônus é referente ao primeiro semestre deste ano.

O objetivo do SIM é desenvolver ações integradas de prevenção e controle qualificado do crime, nas suas respectivas regiões, por meio do estabelecimento de metas para diminuição da incidência dos Indicadores Estratégicos de Criminalidade. O sistema, segundo a Seseg, otimiza os recursos disponíveis e possibilita o uso compartilhado de informações e do desenvolvimento de estratégias de integração e cooperação regionais.

Para o comandante-geral da Polícia Militar (PM), Íbis Silva Pereira, a política de metas é uma das grandes conquistas para os policiais com o estímulo para a instituição. Segundo Íbis, o sistema de metas deve continuar no próximo ano para tentar diminuir os indicadores cada vez mais.

"É uma experiência que tem sido exitosa, e eu acho que acima de tudo significa o uso científico dos recursos colocados à disposição das forças de segurança. Isso contribui para que o policial perceba que seu trabalho está sendo mais valorizado”, afirmou o comandante da PM. Ele ressaltou, no entanto, que o bônus deve ser visto como um estímulo ao trabalho policial. “A polícia não trabalha só por isso, mas não deixa de ser uma sinalização importante.”

Os maiores destaques na diminuição dos índices de criminalidade ocorreram no interior do estado e na zona oeste. Os indicadores levados em consideração para a concessão do prêmio foram: letalidade violenta – que compreende homicídio doloso, auto de resistência, latrocínio e lesão corporal seguida de morte –, roubo de veículo e roubo de rua – roubo a transeunte, roubo de celular e roubo em coletivo.

Ururau

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Italva:16 Dias de Ativismo pelo fim da Violência contra a Mulher.

A Secretária de Assistência Social de Italva, Cristina Rios, participou nesta sexta, 10 de dezembro, do encerramento da Campanha dos 16 dias de Ativismo pelo fim da Violência contra as Mulheres. O Evento aconteceu na Subsecretaria de Estado de Políticas Públicas para Mulheres, na Cidade do Rio de Janeiro.
Autoridades
A Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres é uma mobilização anual, praticada simultaneamente por diversos atores da sociedade civil e poder público engajados nesse enfrentamento. Desde sua primeira edição, em 1991, já conquistou a adesão de cerca de 160 países. Mundialmente, a Campanha se inicia em 25 de novembro, Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, e vai até 10 de dezembro, o Dia Internacional dos Direitos Humanos, passando pelo 6 de dezembro, que é o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres.
Secretária de Assistência Social de Italva, Cristina Rios e Desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio, Dra. Ivone Ferreira Caetano
Na ocasião a Dra. Marta Dantas, apresentou todo o seu trabalho à frente da Subsecretaria durante os 9 meses de sua Gestão.
Participaram do Evento a Subsecretária de Estado de Políticas Públicas para Mulheres, Dra. Marta Dantas, a Desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio, Dra. Ivone Ferreira Caetano, Secretária de Assistência Social de Cabo Frio, Priscila Porto, Diretora do Departamento da Mulher de Duque de Caxias, Dra. Magali Machado, Assessor do Deputado Áureo, Sr. Janyr Menezes, Representante do Instituto de Segurança Pública, Andréia Soares Pinto e representantes de toda Região.


sábado, 13 de dezembro de 2014

Divulgada programação do Verão 2015 na praia do Farol de São Thomé



A presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, Patrícia Cordeiro divulgou na noite desta sexta-feira (12) a programação oficial do Verão 2015 na praia do Farol de São Thomé.

PALCO ALDEIA DO SOL

JANEIRO:

DATA
BANDA
31/12 – Reveillon
CHEIRO DE AMOR – 23h
03/1 - sábado
MUNHOZ E MARIANO – 22h
10/1- sábado
GABI AMARANTOS – 22h
17/1 - sábado
MARIA RITA - 22h
24/1 - sábado
WANESSA CAMARGO - 22h
31/1 - sábado
PÉRICLES - 22h





FEVEREIRO:

DATA
BANDA
07/2 - sábado
TOMATE - 22h
13/2 - carnaval
JAMMIL -  22h
14/2- carnava
ELYMAR SANTOS - 23h
15/2 - carnaval
GILMELÂNDIA – 23h
16/2 – carnaval matinê
CARLA PEREZ – 17h
16/2 - carnaval
MOLEJO – 23h
17/2 - carnaval
DILSINHO – 23h





PALCO LAGAMAR

JANEIRO E FEVEREIRO:

DATA
BANDA
02/1 - sexta
AQUELE ABRAÇO BANDAS REGIONAIS – 22h
09/1 - sexta
LEO MAIA e RAFAEL CARVALHO – 22h
16/1- sexta
JOANA e DOM AMÉRICO – 22h
23/1 - sexta
JU MORAES e FANY FERNANDES – 22h
30/1 - sexta
AQUELE ABRAÇO BANDAS REGIONAIS – 22h
06/2 - sexta
LUDIMILA FERBER e ANA PAULA – 22h



Lagamar Forró – bandas regionais
 (domingos – janeiro e fevereiro e carnaval)

Santo Amaro:

- Rodeio Tony Nascimento
- 15/01 – Anjos de Resgate

São Sebastião:

- 19/01 – Elba Ramalho

Trios:

Samba (quintas-feiras – janeiro e fevereiro)
Axé (sábados e domingos- janeiro e fevereiro e carnaval)

Localidade:
Lagoa de Cima: (Reveillon, domingos e carnaval)

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Aprovada na Alerj lei que declara a Fundenor "utilidade pública estadual"

Projeto de lei é do deputado Roberto Henriques e segue pra sanção do governador

Foi aprovado nesta terça-feira, dia 2, na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) o projeto de lei 3186/2014, de autoria do deputado estadual Roberto Henriques, que declara de utilidade pública estadual a Fundação Norte Fluminense de Desenvolvimento Regional (Fundenor), com sede em Campos dos Goytacazes. A lei seguiu para o executivo e o governador Pezão tem 15 dias para sancioná-la.

De acordo com Roberto Henriques, a Fundenor há 44 anos atua elaborando ou executando projetos técnicos e de pesquisas, principalmente voltados para o planejamento do desenvolvimento regional, em parcerias com os setores público e privado. “A fundação já detém o título de utilidade pública federal e municipal, por tanto a nomeação estadual é mais do que merecida, uma vez que a atuação dela é nas regiões Norte e Noroeste fluminense. Precisamos valorizar e incentivar entidades que contribuem para o desenvolvimento do interior do estado”, frisou o deputado.

O presidente da Fundenor, José Carlos Menezes, agradeceu a iniciativa do deputado. “Ficamos muito honrados em ter esse reconhecimento. Roberto Henriques é um grande parceiro nosso. Não pedimos nada. Ele que quando soube que não possuíamos esse título estadual quis nos prestigiar e ficamos muito felizes com a atitude”.

A Fundenor é uma entidade de direito privado sem fins lucrativos, instituída em 1970 com o objetivo de promover o desenvolvimento socioeconômico das regiões Norte e Noroeste Fluminense. A fundação apoia e realiza medidas destinadas à formação moral, profissional e técnica da população, por meio de diversos tipos de trabalhos no setor do planejamento e de variada prestação de serviços técnicos, além de pesquisas, estudos, análises, levantamentos, programas e projetos.
A fundação atua na região geoeconômica integrada pelos municípios de Aperibé, Bom Jesus do Itabapoana, Cambuci, Campos dos Goytacazes, Carapebus, Cardoso Moreira, Conceição de Macabu, Italva, Itaocara, Itaperuna, Laje do Muriaé, Macaé, Miracema, Natividade, Porciúncula, Quissamã, Santo Antônio de Pádua, São Fidelis, São Francisco de Itabapoana, São João da Barra, São José de Ubá e Varre-Sai.

sábado, 29 de novembro de 2014

Ponte do Itabapoana recebe projeto patrocinado pela Secretaria de Cultura do Estado do Espírito Santo

O distrito mimosense de Ponte do Itabapoana, foi contemplado pela SECULT - ES (Secretaria da Cultura) com o projeto "Pontinho de Cultura", o ARTIPOANA.

Nesta noite de sexta-feira (28), com a presença de autoridades, uma exposição inicial de produtos confeccionados pelos moradores do distrito aconteceu no Centro Cultural, (antiga Estação Ferroviária) mostrando que o potencial artístico e criativo da comunidade é de grande valor e tem tudo para se aprimorar ainda mais.
Produtos rurais e artesanais produzidos por moradores foram expostos nesta sexta-feira no Centro Cultural

Exposição de produtos no Centro Cultural atraiu a atenção de moradores nesta noite de sexta-feira em Ponte do Itabapoana.



Artesãs e afins participaram da exposição no Centro Cultural e fornecerão ao Pontinho de Cultura seus trabalhos.
O projeto está sendo coordenado pela moradora Rogéria Lopes, que foi a proponente que ganhou da SECULT uma verba para tocar o projeto por dez meses na comunidade visando mobilizar os artesãos, os produtores rurais, pintores, escultores, enfim, todos que têm algum talento que desejem uma oportunidade de expor seus produtos ou trabalhos num único local e, consequentemente, obter algum lucro por isso.

Rogéria Lopes, coordenadora e proponente do projeto na SECULT.

A prefeita de Mimoso do Sul esteve no local, discursou e mostrou apoio ao projeto.

Gilberto Machado, Secretário de Cultura de Mimoso do Sul também esteve presente nesta sexta em Ponte do Itabapoana e foi um dos que mais ajudou para que o projeto fosse implantado na comunidade.

Christiane Gimenes, representante da SECULT, a Prefeita Flávia Cisne, professora Alaerce Mattos e Iná Abreu, secretária de turismo de Mimoso do Sul