quarta-feira, 20 de maio de 2015

Dia de decisão: assembleia dos professores vai definir rumos da greve





O Sepe vai apresentar as contrapropostas do Governo Municipal



Profissionais da rede municipal de Educação continuam com os braços cruzados nesta quarta-feira (19), em Campos. Os rumos da paralisação serão decididos em assembleia, às 17h30, no auditório da antiga Cedae. De acordo com a diretora do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe), Norma Dias, mais de 90% das 239 escolas e creches do município aderiram à greve. Ela informou que nesta terça-feira (19), representantes do governo municipal apresentaram uma contraproposta para a categoria.


Os professores reivindicam reajuste salarial, melhorias na infra-estrutura das unidades escolares, concurso público para setores que sofreram com demissões, além de plano de saúde, vale transporte e melhores condições de trabalho. “Entre as reivindicações está a questão de concurso público para setores em que houve demissões, como de porteiros, faxineiros e merendeiras. Os alunos estão ficando vulneráveis sem esses serviços. Hoje (quarta), vamos apresentar as propostas do governo e a categoria vai decidir se mantém o movimento de greve ou não”, disse.

Em nota, a Prefeitura de Campos informou que os profissionais da Educação contam com plano de Cargos e Salários desde 2010 e vários benefícios foram alcançados. Recentemente, com mais de 70% dos professores fora das salas de aula, a prefeitura anunciou mais melhorias. Entre elas, o aumento de 100% da regência e a criação do Fundo Municipal de Assistência, que garantiria assistência médica e hospitalar a todos os servidores.

com informações do Jornal Terceira Via

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Painéis fotovoltaicos são isentos de impostos pela CI



Para reduzir o custo dos sistemas de conversão de energia solar em energia elétrica, a Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) aprovou projeto que isenta do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), de PIS/Pasep e da Cofins painéis fotovoltaicos e outros componentes dessa modalidade de energia renovável, fabricados no país.

O autor da proposta (PLS 167/2013), senador Wilder Morais (DEM-GO), também prevê isenção do Imposto de Importação para componentes fabricados em outros países, até que haja similar nacional equivalente ao importado, em padrão de qualidade, conteúdo técnico, preço e capacidade produtiva.

Conforme observa o autor, o alto preço dos painéis solares no Brasil representa um obstáculo ao maior aproveitamento da energia solar no país. Ele afirma que a disseminação de células fotovoltaicas em telhados de casas e fachadas de edifícios na Europa decorre de incentivos tributários inseridos na legislação dos países da União Europeia.

O relator da matéria na CI, senador Blairo Maggi (PR-MT), também avalia que o potencial brasileiro de uso de energia solar está subaproveitado e acredita que a redução de custos, a partir da desoneração proposta, dinamizará a produção alternativa de energia no país.

Ele informa que o setor estima um aumento do consumo de energia elétrica em torno de 46% até 2023, especialmente na indústria, sendo urgente a necessidade de incentivo a novas fontes.

A renúncia de receita estimada pelo Ministério da Fazenda, disse, caso as desonerações previstas no projeto sejam adotadas, ficará entre R$ 15 milhões e R$ 18 milhões anuais, o que torna a proposta exequível, na opinião de Blairo.

— É de se comemorar, porque a Fazenda aceitou fazer uma redução de carga tributária — disse o senador.

No debate na CI, o senador Walter Pinheiro (PT-BA) considerou o projeto uma importante alavanca às indústrias de componentes para aproveitamento da energia solar no Brasil.

— Não há como achar que vamos entrar nessa área e não vamos retirar parte expressiva, inclusive, de uma cobrança que é excessiva — opinou.

Também o senador Hélio José (PSD-DF) destacou a relevância da matéria, que segue agora para a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

Fonte: Agência Senado

TIM: torre sendo construída em Murundu

Fotos: Carlos Eduardo Rios

Boa notícia!


A empresa de Telefonia móvel TIM, está chegando com toda força na região. Segundo informações, esta torre que está sendo construída em Murundu será uma das mais importantes, pois terá um alcance de transmissão maior, que servirá de polo para as outras daqui da região.

Há informações também que está sendo construída também uma outra torre da TIM no distrito bonjesuense de Carabuçu, sendo um total de 14 torres para serem construídas em toda região norte-noroeste, incluindo, é claro, a de Santo Eduardo, onde o contrato já foi assinado entre o dono do terreno e a Empresa.

Ansiosos.

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Dia das Mães: católicos homenageiam a mãe de Jesus e todas as mães de Santo Eduardo neste domingo.

A Igreja de Santo Eduardo ficou pequena neste domingo (10), no dia dedicado ao dia da mães, onde também foi encenada a tradicional Coroação de Maria, pelas "anjinhas de maio".

Emocionante!
Sempre encantando a todos, as "anjinhas de Maio" encenaram mais uma coroação neste domingo em Santo Eduardo.



Mães da comunidade participaram também da Coroação, além de serem também homenageadas.

Emocionante coroação a Nossa Senhora foi encenada neste domingo em Santo Eduardo.

sábado, 9 de maio de 2015

Sábado é Dia D da Campanha de Vacinação contra Gripe em todo município de Campos

. Durante todo o dia, cerca de 80 postos fixos e volantes vão atender os grupos prioritários (Foto: Roberto Joia)

O Dia D da Campanha Nacional de Vacinação Contra Gripe Influenza acontece neste sábado (9), a partir das 8h. Durante todo o dia, cerca de 80 postos fixos e volantes vão atender os grupos prioritários: povos indígenas, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos, gestantes em qualquer idade gestacional, puérperas e indivíduos com 60 anos ou mais de idade. A abertura oficial será feita oficialmente, às 9h30, no Clube da Terceira Idade, no Parque Tamandaré, pelo subsecretário geral de Saúde, Dante Pinto.

A população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e trabalhadores de saúde também integram os grupos prioritários e, em Campos, estão sendo vacinados durante a semana pelos profissionais de saúde, que vão aos locais.

- No sábado (9), além de ofertamos as doses em todas as unidades de saúde com sala de vacina, também vamos ao Asilo do Carmo e ao Asilo Monsenhor Severino levar as doses para os idosos. A campanha foi aberta na segunda-feira (4) e prossegue até o dia 22 de maio – lembrou o vice-prefeito e secretário de Saúde, Doutor Chicão.

A expectativa é vacinar cerca de 116 mil pessoas em Campos. A vacina é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores, bem como a qualquer componente da vacina ou alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados.

O objetivo da campanha é reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza, na população alvo para a vacinação.



Por: Kamilla Uhl - Foto: Roberto Joia

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Empresa não tem condições de concluir a obra da UBS de Santa Maria e Prefeitura cancela o contrato.

Publicado no D.O. de Campos


TERMO DE RESCISÃO CONTRATUAL BILATERAL
CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE CAMPOS DOS GOYTACAZES por
meio da SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE.

CONTRATADA: HADAJA CONSTRUÇÕES E TERRAPLANAGEM LTDA.
Processo: 2012.045.000905-6-PR
Contrato Administrativo nº 224/2012
Objeto: Obra de reforma da Unidade Municipal de Saúde (UMS) de
Santa Maria.

Ref.: Nada a opor ao cancelamento (bilateral/amigável) do contrato.
O Município de Campos dos Goytacazes, CNPJ n.º
29.116.894/0001-61, com sede na Rua Coronel Ponciano de Azevedo
Furtado n.º 47, Parque Santo Amaro, Campos dos Goytacazes-RJ,
vem por meio do presente instrumento firmar um acordo com a empresa
HADAJA CONSTRUÇÕES E TERRAPLANAGEM LTDA, inscrita
no CNPJ/MF nº 03.622.721/0001-21, situada na Estrada do Cambaiba
s/nº, nesta cidade, afirmando que NÃO HÁ OPOSIÇÃO ao cancelamento
do contrato administrativo nº 224/2012, datado em 18
de outubro de 2012, e em seguida a Ordem de Serviço nº 001/2013,
datada em 01 de fevereiro de 2013, ambas insertadas no processo
licitatório nº 2012.045.000905-6-PR.
O objeto do contrato é a obra de reforma da UMS Santa Maria,
na localidade de Santa Maria, neste Município, no valor de R$
253.101,98 (duzentos e cinquenta e três mil, cento e um reais e
noventa e oito centavos), tendo havido o 1º termo aditivo sem reflexo
financeiro às fls.223 dos autos, mas sem reflexo financeiro, e um 2º
termo aditivo às fls. adiante dos autos com reflexo financeiro mas que
não seguiu-se ordem de serviço, resolvendo-se que a obra deixará
um saldo de R$132.606,25 (cento e trinta e dois mil, seiscentos e
seis reais e vinte e cinco centavos) porquanto não utilizado para a
execução do restante da obra, sendo certo que NÃO RESTA NADA
A PAGAR para a empresa executora.
Fica assegurado, no entanto, à contratada o direito de percepção dos
valores referentes ao que fora executado de acordo com os itens contratados
até a data da presente rescisão, desde que devidamente
comprovados pelo órgão responsável.
Destarte, é de comum acordo entre os contratantes de que o objeto
do presente contrato administrativo não mais atende às finalidades para
qual tinha sido licitada.
Ressalta-se, ainda, que também não é mais do interesse da empresa
contratada o objeto do presente contrato.
O referido acordo se estriba no artigo 79, inciso II, da Lei nº
8.666/93, in verbis:
Art. 79. A rescisão do contrato poderá ser
[...]
II - amigável, por acordo entre as partes, reduzida a termo no processo
da licitação, desde que haja conveniência para a administração;
[...]
Diante do exposto, tornar-se conveniente e oportuna a extinção deste
processo licitatório, e se for o caso, a compensação dos valores já
pagos como forma de indenização sobre serviços já executados, nos
termos da referida lei de contratos e licitações.
Campos dos Goytacazes, 18 de março de 2015
Francisco Arthur de Souza Oliveira
Secretario Municipal de Saúde

terça-feira, 5 de maio de 2015

Orelhões de Santo Eduardo com defeito!

Várias pessoas estão de Santo Eduardo, que precisam utilizar os orelhões estão "a ver navios". Simplesmente, porque estão todos com defeito.

Atenção OI, compareça e conserte os digníssimos enquanto a população, revoltada, não quebre os mesmos... Se é que não foi por isso que eles não estão funcionando, é claro! Rss

Campanha de Vacinação contra Gripe já começou em Campos

A vacinação vai até o dia 22 de maio.
O Dia "D" será no sábado, dia 09.


A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe Influenza 2015 teve início nesta segunda-feira (04)e prossegue até o dia 22 de maio. O Dia D está marcado para sábado (9). O objetivo, segundo o vice-prefeito e secretário de Saúde, Doutor Chicão, é reduzir as complicações, internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza.

A estratégia municipal é diferenciada e tem apoio de quase 80 polos, entre Unidades Básicas de Saúde (UBS), postos volantes, hospitais e Centros de Referência. A população acamada contará, novamente, com o serviço de agendamento para vacinação pelos telefones 27261378, 27332820 e 27220805 ou na Direção de Vigilância em Saúde, na sede da Secretaria de Saúde.

"A expectativa é vacinarmos aproximadamente 116 mil pessoas em nosso município. A vacina é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores, bem como a qualquer componente da vacina ou alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados", afirmou Doutor Chicão.

Segundo o diretor de Vigilância em Saúde, Charbell Kury, a meta é imunizar pelo menos 80% de cada um dos grupos prioritários para a vacinação: trabalhadores de saúde, povos indígenas, crianças na faixa etária de seis meses a menores de 5 anos (4 anos 11 meses e 29 dias), gestantes em qualquer idade gestacional, puérperas, pessoas com 60 anos ou mais de idade, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

ASCOM.

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Cemitério de Santa Bárbara: recadastramento de sepulturas começa nesta 4ª

O recadastramento das 200 sepulturas do Cemitério de Santa Bárbara começa nesta quarta-feira (22). A informação é do diretor de Cemitérios da Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos (Codemca), Júlio César Xavier. O início estava previsto para esta segunda-feira (20), mas foi transferido, por causa do ponto facultativo.

Para fazer o recadastramento, os titulares devem apresentar os seguintes documentos: cópia da carteira de identidade, do CPF, comprovante de residência e o comprovante de perpetuação da sepultura.  O atendimento será feito de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.

A Prefeitura de Campos vem realizando o recadastramento em todos os cemitérios públicos do município, tendo iniciado pelo do Caju, o maior de Campos. A iniciativa atende ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado entre o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Codemca, em 2007. Na sexta-feira (17) terminou o prazo para o recadastramento no Cemitério de Santa Maria.