domingo, 20 de julho de 2014

Programação: 17º Festival de Inverno de Sanfona e Viola de São Pedro do Itabapoana




O Grupo de Empreendedorismo Turístico de São Pedro do Itabapoana, GETURSPI, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, apresenta a programação oficial da décima sétima edição do Festival de Inverno da Sanfona e Viola que acontece entre 19 e 27 desse mês de julho no sítio histórico do distrito de São Pedro do Itabapoana, em Mimoso do Sul.

A programação de shows nesse ano será dividida em três palcos distintos, o “Dominguinhos” que é o principal e fica na parte alta ao lado da Igreja São Pedro Alcântara; o “Curió” que fica no início da ladeira em calçamento pé de moleque; e o “Zezinho Riqueto”, na Praça de Eventos, antes do portal de entrada do sítio histórico. As denominações dos palcos homenageiam artistas que fazem parte da história do Festival em escalas nacional, regional e local.

Sábado – 19/07:

08h – Oficina de Formação em Sanfona

13h – Oficina de Formação em Viola

Domingo – 20/07:

05h – Caminhada “Caminhos de São Pedro” – Sede de Mimoso do Sul x Sítio Histórico de São Pedro do Itabapoana
08h – Oficinas de formação em sanfona
10h – Rodas de sanfona e viola – Ruas do Sítio Histórico
13h – Oficinas de formação em viola
10h – Palco livre para violeiros e sanfoneiros – Palco Dominguinhos
12h – Eloí Sanfoneiro- Palco Dominguinhos
16h – Vanessa e Valdeir – Palco Dominguinhos

Segunda – 21/07:

08h – Oficinas de formação em sanfona
10h – Contação de história – Palco Dominguinhos
13h – Oficinas de formação em viola
14h – Contação de história – Palco Dominguinhos

Terça – 22/07:
08h – Oficinas de formação em sanfona
10h – Contação de história – Palco Dominguinhos
13h – Oficinas de formação em viola
14h – Contação de história – Palco Dominguinhos

Quarta – 23/07:

08h – Oficinas de formação em sanfona
10h – Contação de história – Palco Dominguinhos
13h – Oficinas de formação em viola
14h – Contação de história – Palco Dominguinhos

Quinta – 24/07:

14h – Rodas de sanfona e viola – Ruas do Sítio Histórico
15h – Encontro do Conselho Estadual de Turismo – Casa Câmara e Cadeia
19h – Missa com a participação de Violeiros e Sanfoneiros
21h – Orquestra de Sanfona e Viola de São Pedro do Itabapoana – Palco Dominguinhos
22h – Silvio Barbieri e Banda – Palco Dominguinhos
23h30 – Vanessa e Valdeir – Palco Dominguinhos
Sexta – 25/07:

10h – Apresentação dos alunos do Núcleo de Sanfona e Viola – Palco Dominguinhos
11h – Selecionados do concurso e palco livre – Palco Dominguinhos
10h – Selecionados do concurso e palco livre – Palco Curió
14h – Rodas de sanfona e viola – Ruas do Sítio Histórico
18h30 – Realização do concurso local – Palco Dominguinhos
20h30 – Orquestra de Sanfona e Viola de São Pedro do Itabapoana – Palco Dominguinhos
21h – Selecionados do concurso – Palco Zezinho Riqueto
21h30 – Resultado do concurso – Palco Dominguinhos
22h – Cezzinha do Acordeon – Palco Dominguinhos
22h30 – Escala Sertaneja – Palco Zezinho Riqueto
23h30 – Selecionados do concurso – Palco Dominguinhos
00h – Bruna Viola – Palco Zezinho Riqueto
01h – Escala Sertaneja – Palco Dominguinhos

Sábado – 26/07:
Almir Sater
10h – Selecionados do concurso e palco livre – Palco Dominguinhos
10h – Selecionados do concurso e palco livre – Palco Curió
14h – Rodas de sanfona e viola – Ruas do Sítio Histórico
19h – Realização do concurso – Palco Dominguinhos
20h – Joao Paulo & Laiz – Palco Zezinho Riqueto
21h30 – Val Barcelos – Palco Dominguinhos
21h30 – Edinho Ferreira e Eraldo Viola – Palco Zezinho Riqueto
23h – Resultado do concurso – Palco Dominguinhos
23h – Almir Sater – Palco Zezinho Riqueto
23h30 – Handrey Mazzini e Valter Artes – Palco Dominguinhos
01h – Edinho Ferreira e Eraldo Viola – Palco Dominguinhos
01h – Garotos do Forró – Palco Zezinho Riqueto

mimosoinfoco.com.br

1ª Igreja Batista de Santo Eduardo promove festa caipira gospel animada nesta noite de sábado.


Você pode estar se perguntando: que negócio é este de festa de estilo junino promovida por crente, como pode isso?

Pois bem, talvez isso seja até estranho para muitos de nossa região, mas estes eventos, cada vez mais têm acontecido por aí afora, tornando-se até comum em cidades maiores. Você não sabia?

É isso mesmo, e um dos objetivos destas festas talvez seja atrair pessoas de todas as denominações, inclusive, muitos católicos acostumados em frequentar as festas juninas tradicionais. Pensando desta forma, a 1ª Igreja Batista de Santo Eduardo resolveu quebrar barreiras e mandar os tabus e preconceitos para bem longe, unindo todas as gerações de membros nesta ideia realizando um animado arraiá nesta noite de sábado, atraindo muita gente, por sinal.


Como sempre, é claro, haverá pessoas que criticarão tal atitude, principalmente outros evangélicos, dizendo que estas festas, originalmente, são oferecidas a santos católicos, mas polêmicas à parte, ao meu ver, acredito que está mais do que na hora de tentarmos nos livrar destes preconceitos que servem apenas para nos afastarmos uns dos outros. Ou seja, precisamos entender que para ser cristão não precisamos ficar à parte das coisas divertidas e legais e sim nos aproximarmos em nossas afinidades e gostos para aprendermos a lidar com as nossas diferentes formas de entender a vida. O cristão sábio tem que atrair a atenção para passar a mensagem, assim como Jesus fez quando esteve entre nós, indo e frequentando festas também. Penso assim.

Uma historinha: pra você que não sabe, estas festas, digo, as tradicionais "Festas Juninas" apareceram em nosso país  por influência da colonização dos portugueses, onde as comidas típicas, as canções e as roupas caipiras foram sempre usadas como uma clara referência ao povo do "interiorzão", ou seja, do povo mais simples de nosso imenso país. Não podemos esquecer também de falar que os enfeites de papel, as bandeirinhas coloridas, as quadrilhas e, principalmente, que as comidas tipicamente rurais são sempre destaque nestes eventos; tudo muito legal, não é mesmo?

Estão de parabéns todos da igreja pela iniciativa, principalmente o pastor Antônio Barcelos e sua família. Tomara que a moda pegue!

Confira as fotos:

O Pr. Antonio, sua esposa Nayara e o filho Lucas, além de participarem da organização do evento, fizeram questão de se vestirem também com estilo durante a festividade.
Barraquinhas com comidas típicas atraíram muitos para a frente da Igreja Batista.
Com dança coreográfica gospel, o grupo feminino da igreja deixou o seu recado e fez uma animada apresentação.
Uma apresentação de uma Dança Country agradou a todos nesta noite de sábado no arraiá promovido pela Igreja Batista.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Carabuçu em festa a partir desta sexta-feira!


Uma das festas mais aconchegantes da região, onde sempre aparece gente bonita; assim é a Festa de Carabuçu!

Confira a programação:

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Aprovado estatuto que garante poder de polícia às guardas municipais


O Plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (16) projeto que cria o Estatuto Geral das Guardas Municipais. Com a aprovação do texto (PLC 39/2014 – Complementar), do deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), a categoria passará a ter direito ao porte de arma e à estruturação em carreira única, com progressão funcional. O projeto, que tramitava em regime de urgência, será encaminhado à sanção presidencial.
De acordo com o projeto, as guardas municipais terão poder de polícia com a incumbência de proteger tanto o patrimônio como a vida. Deverão utilizar uniformes e equipamentos padronizados, mas sua estrutura hierárquica não poderá ter denominação idêntica a das forças militares.
O Estatuto Geral das Guardas Municipais regulamenta dispositivo da Constituição que prevê a criação de guardas municipais para a proteção de bens, serviços e instalações. A guarda municipal deverá ainda colaborar com os órgãos de segurança pública em ações conjuntas e contribuir para a pacificação de conflitos. Mediante convênio com órgãos de trânsito estadual ou municipal, poderá fiscalizar o trânsito e expedir multas.
Outra competência é encaminhar ao delegado de polícia, diante de flagrante delito, o autor da infração, preservando o local do crime. A guarda municipal poderá ainda auxiliar na segurança de grandes eventos e atuar na proteção de autoridades. Ações preventivas na segurança escolar também poderão ser exercidas por essa corporação.
O projeto prevê igualmente a possibilidade de municípios limítrofes constituírem consórcio público para utilizar, reciprocamente, os serviços da guarda municipal de maneira compartilhada.
Esse consórcio poderá ficar encarregado também da capacitação dos integrantes da guarda municipal compartilhada. Todos os guardas deverão passar por esse tipo de capacitação e currículo compatível com a atividade.
A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), relatora do projeto na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), parabenizou guardas municipais que desde cedo aguardavam a votação em Plenário. O projeto tramitou mais de dez anos no Congresso. Ela ressaltou que a aprovação do estatuto colabora para melhorar a segurança da população.
Gleisi explicou que aceitou emenda de redação do senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) para definir as competências das guardas municipais e das outras forças policiais.
A aprovação também foi saudada pelo senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE). Para ele, o estatuto colabora para a manutenção da ordem e da segurança em várias regiões do país.
Antes de concluir a votação do projeto, o presidente do Senado, Renan Calheiros, disse que sua aprovação representa um avanço e defendeu a alocação de mais recursos para a área de segurança pública.
Durante a discussão da matéria, o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) concordou com a retirada de requerimento de sua autoria que solicitava o exame do projeto pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).
Também saudaram a aprovação do projeto os senadores Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR), Mário Couto (PSDB-PA), Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Humberto Costa (PT-PE), Eduardo Braga (PMDB-AM), Paulo Paim (PT-RS), Marcelo Crivella (PRB-RJ), Magno Malta (PR-ES), Sérgio Petecão (PSD-AC), Eduardo Suplicy (PT-SP), Eunício Oliveira (PMDB-CE), Romero Jucá (PMDB-RR) e as senadoras Ana Amélia (PP-RS), Lúcia Vânia (PSDB-GO) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).

Agência Senado

Festa do Garrafão: um encontro de fé, tradição e amizade

Mais uma vez, em plena quarta-feira útil (16) uma multidão invadiu a Fazenda Garrafão, distrito de Santo Eduardo, em Campos. Durante todo o dia da padroeira N. S. do Carmo, fieis, antigos moradores e visitantes de vários lugares estiveram no local prestigiando o evento, que contou com missas, procissão, leilão de gado, cavalgada, almoço comunitário, show de forró e, claro, muita confraternização.
Com certeza, esta é uma das melhores manifestações de festividades de cunho rural e, quem ainda não pode comparecer não sabe o que está perdendo.
Ano que vem tem mais!

Parabéns à Família Tostes por mais esta linda festa!

Confira abaixo os flagrantes do dia:


Familiares, antigos moradores e amigos dos proprietários da Fazenda vieram de todas as partes prestigiar mais uma vez os festejos no Garrafão. 

Capela de N. S. do Carmo ficou lotada de fieis mais uma vez no dia da santa.

Escapulários foram distribuídos na missa da padroeira aos fieis.

À tarde, pessoas de toda região vieram prestigiar mais uma vez as festividades do Garrafão.
Já à noite os fieis saíram em procissão nos arredores da fazenda homenageando a padroeira N. S. do Carmo.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Festa do Garrafão vai até quarta-feira, com diversas atrações.

Uma das festas mais tradicionais e com características "julinas" acontece até esta quarta-feira (16) na Fazenda Garrafão, distrito de Santo Eduardo, em Campos. Várias missas estão programadas com participações de comunidades da região e no dia da padroeira, Nossa Senhora do Carmo, haverá cavalgada, procissão, quadrilha e show de forró.

Vale a pena conferir!


sexta-feira, 11 de julho de 2014

Caminhão com carga especial sai da rota original e entra em Santo Eduardo causando vários transtornos a moradores e comerciantes.

Um caminhão da Empresa Transuiça Logística e Transporte, com sede em Serra, ES, e que transportava uma carga especial (imensos cabos em bobina) com mais de 13 toneladas e, que tinha como destino a cidade de Vitória, ES, impossibilitado de seguir viagem pela BR-101 (segundo informações colhidas com o motorista porque havia pontes em obras e o caminhão não tinha como passar) entrou, ao meu ver, equivocadamente, em Santo Eduardo no final da tarde desta quinta-feira (10) causando vários transtornos por onde passava. Foram cabos e mais cabos de telefone e energia elétrica partidos e jogados no chão, fato que deixou algumas residências e comerciantes extramamente prejudicados e revoltados.

O funcionário da Escolta, numa atitude imprudente, tentava o tempo todo desviar sem sucesso os cabos da carga colocando a sua vida em risco durante a passagem do caminhão por Santo Eduardo.


Ao ver a cena, vários moradores imediatamente acionaram a força policial para deter o caminhão, mas a informação no DPO local é que eles não estavam com viatura disponível e não poderiam fazer nada. Para piorar, o contingente da Guarda Municipal que trabalha no distrito no Núcleo Judiciário, também disse que não poderia também sair do local, pois teriam que receber ordens de Campos para realizar qualquer outra tarefa extra. Ou seja, percebemos que estamos vulneráveis a qualquer outra situação como esta, porque na hora que realmente precisamos não temos ninguém para nos amparar. Um verdadeiro absurdo!

Resultado: mesmo depois de todo o estrago, o caminhão seguiu livre e por onde continuou passando, com certeza, deve ter causado outros transtornos.



Desviado da rota original o caminhão saiu pelas ruas afora arrebentando fios de telefone e de energia em vários pontos de Santo Eduardo.

Ao insistir em passar pelas ruas, o caminhão com a carga muito alta, acima do permitido em trafegar em vias públicas saiu destruindo a rede elétrica e telefônica.


Outros caminhões que passaram pelo local saíram levantando os cabos, numa atitude imprudente.
Moradores estão acionando a Empresa para tentar um ressarcimento pelos prejuízos.  Vamos ver se, pelo menos, seremos ouvidos.

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Após decisão do Inea, ceramistas terão Parque do Desengano para fazer Reserva Legal e retomam renovação de licenças ambientais

O Parque do Desengano abrange áreas de Santa Maria Madalena, Campos e São Fidelis.
Após meses de negociação, foi definido hoje (9/7) pelo Inea (Instituto Estadual do Ambiente) que o Parque do Desengano - que fica entre Campos, Santa Maria Madalena e São Fidélis-, será a área a ser utilizada pelos ceramistas de Campos para cumprirem a exigência da Reserva Legal, imposta pelo Código Ambiental. Na ocasião, também ficou determinada aretomada do processo de renovação das licenças ambientais das cerâmicas. A reunião com a presidente do instituto, Isaura Frega, e representantes do Sindicato da Indústria da Cerâmica para a Construção de Campos dos Goytacazes, liderados pelo presidente, Amaro da Conceição, foi articulada pelo deputado estadual Roberto Henriques e ocorreu na sede do Inea, no Rio.
Esse foi o terceiro encontro para tratar do tema. A dificuldade em conseguir áreas regulamentadas e cobertas de vegetação para cumprir com a obrigatoriedade da Reserva Legal era uma queixa frequente dos ceramistas de Campos. Com o acordo, ficou definido que os ceramistas pagarão pela quantidade de hectares necessários do Parque do Desengano, como medida compensatória devido aos impactos causados pela extração de argila nas terras por eles arrendadas a terceiros.  A lei exige que a área para reserva corresponda a 20% do terreno impactado. A área paga pelos ceramistas continuará sob posse do estado.

 Reunião com a presidente do instituto, Isaura Frega e representantes do Sindicato da Indústria da Cerâmica para a Construção de Campos dos Goytacazes


“O resultado da reunião de hoje foi importantíssimo para nós. Estávamos na dependência da liberação dessas áreas para podermos fazer a Reserva Legal e, enfim, reiniciar o processo de licenciamento das cerâmicas”, afirmou o presidente do sindicato, Amaro da Conceição.
Para o deputado estadual Roberto Henriques, que foi quem intermediou todos os encontros, todos ganharam com a decisão. “ A indústria cerâmica de Campos é importantíssima não só para o município como para o Estado. A Baixada Campista produz cerca de 70% das telhas e tijolos de todo o Rio de Janeiro e os ceramistas, que querem trabalhar cumprindo a lei, encontravam dificuldades. Além de ganhos econômicos, essa medida também gera mais investimentos em áreas verdes”, frisou o deputado.
Participaram ainda do encontro o superintendente do Inea, Renê Justen e o diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas do Inea, Guido Gelli.

TRE publica decisão sobre cassação de prefeita de Bom Jesus

Diplomação do novo prefeito deve acontecer nesta quinta-feira (10).
Prefeita e vice são acusados de irregularidades durante campanha.


O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro notificou a Câmara de Vereadores de Bom Jesus do Itabapoana, no Noroeste Fluminense, na tarde da última segunda-feira (7)  sobre a cassação da prefeita Branca Mota e do vice-prefeito Jarbas Teixeira. O TRE publicou a decisão no Diário Oficial de segunda (7) o acórdão que manteve a cassação que aconteceu no mês de abril deste ano. Os dois são acusados de cometer irregularidades durante a campanha eleitoral como obras de terraplanagem executadas durante o período eleitoral, distribuição de brindes na campanha à reeleição e propaganda eleitoral irregular em 2012.
Os advogados de Branca Motta entraram com o mandado de segurança no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ela seguia no cargo, com liminar concedida pela ministra Luciana Lóssio, até que os embargos de declaração fossem julgados. Quem deve assumir o cargo nos próximos dias, de acordo com o TRE, é o segundo colocado nas eleições, Roberto Elias Figueira Salim Filho (PR), o Roberto Tatu.
De acordo com a procuradoria da Câmara, o presidente e os demais vereadores já foram notificados, e esperam agora a diplomação do novo prefeito que deve acontecer nesta quinta-feira (10) pelo cartório eleitoral do município.

G1

terça-feira, 8 de julho de 2014

TRE determina posse imediata de prefeito em Bom Jesus, mas juíza adia

Depois de três meses do acórdão exarado por parte do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que ocorreu em 07 de abril, quando cassou por unanimidade a prefeita de Bom Jesus do Itabapoana Branca Motta e o vice, Jarbas Teixeira Borges Junior (PRP), pelo uso da máquina pública, o Diário Oficial publicou nesta segunda-feira (07/07) a decisão dos embargos de declaração que mantiveram o acórdão da decisão unânime, e que conduzirão ao cargo do Executivo, Roberto Elias Figueiredo Salim Filho (PR), o Roberto Tatu, do Partido da República (PR), segundo colocado no pleito de 2012.

O Cartório Eleitoral do município foi notificado pelo TRE na parte da tarde e a juíza da 95ª Zona Eleitoral, Fabíola Costalonga, mesmo com a publicação no DO determinando a posse imediata e com o presidente da Câmara Municpal, o vereador Luciano Nunes também sendo notificado, a juíza definiu que aguardará a publicação da decisão no Diário da Justiça Eletrônico (DJE), o que deve acontecer até a quarta-feira (09/07).

Desta forma, Roberto Tatu será diplomado na quinta-feira (10/07) e com o ofício sendo encaminhado à Câmara Municipal será empossado como novo prefeito.

NOTIFICAÇÃO NA CÂMARA MUNICIPAL
Pouco antes do início da sessão na Câmara Municipal os fiscais do TRE entregaram o ofício ao presidente do Legislativo. O procurador Saulo Viana de Luna declarou que enquanto a juíza não diplomar Roberto Tatu, o presidente do Legislativo Luciano Nunes assumirá interinamente a Prefeitura, já que Branca Motta foi cassada com efeito imediato.

ENTENDA O CASO
Branca Motta foi acusada e condenada por cometer irregularidades durante a campanha eleitoral como obras de terraplanagem executadas durante o período eleitoral, distribuição de brindes na campanha à reeleição e propaganda eleitoral irregular.

Depois da decisão de abril deste ano, que foi a terceira condenação, os advogados de Branca Motta entraram com o Mandado de Segurança (MS) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ela seguia no cargo com liminar concedida pela ministra Luciana Lóssio, para que seguisse no cargo até que os embargos de declaração fossem julgados.

Com a publicação nesta segunda-feira Roberto Tatu assumirá a prefeitura, com expectativa de permanecer no cargo, mesmo que novos recursos sejam tentados por Branca Motta.

O caminho agora para uma nova tentativa de retornar ao cargo terá que ser no TSE, com recurso especial que teria que passar pela comissão de admissibilidade do TRE, que analisando procedente abre vistas para o Ministério Público contrarrazoar.

Ainda há a possibilidade de a coligação do PR também pedir vistas para novas contestações. Somente depois de todas essas partes o TSE julgaria o caso.
Nas eleições de 2012, a prefeita obteve 30,84% dos cerca de 20 mil votos válidos, contra 30,35% de Roberto Salim Filho, derrotado por uma diferença de 108 votos. Cassados no ano passado pelo juiz eleitoral de Bom Jesus do Itabapoana, a prefeita e o vice se mantinham no cargo por força de uma decisão liminar.

"Vamos esperar a posição por parte da juíza para quinta-feira nos diplomar e assim, finalmente assumirmos a Prefeitura seguindo os devidos trâmites. Estamos esperançosos, mas certos de que depois desse longo tempo a justiça está sendo feita em Bom Jesus do Itabapoana", declarou Roberto Tatu.

Ururau