sábado, 4 de dezembro de 2010

Lula anuncia que continuará na política em homenagem de parceiros da cúpula


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu neste sábado uma emocionada homenagem de seus parceiros ibero-americanos em sua última cúpula regional e evitou se despedir, porque, segundo disse, não vai "deixar a política".
"Sou um político latino-americano, não vou deixar a política", disse o presidente brasileiro.

"Vou ter mais tempo para viajar, quero discutir sobre política e partidos políticos. Quero seguir o caminho político", declarou Lula, que entregará o cargo a Dilma Rousseff após oito anos de gestão.

Com lágrimas nos olhos, Lula elogiou os avanços "extraordinários" na região, mas também fez uma advertência sobre as tentativas de golpe, como a sofrida pelo Governo equatoriano em setembro, e ressaltou que os latino-americanos devem "estar alerta".

Lula também mencionou as conquistas alcançadas e brincou com os "ciúmes" que existem das relações dele e de Cristina Fernández de Kirchner, presidente da Argentina, com o venezuelano Hugo Chávez e o colombiano Juan Manuel Santos.

"Levo de todos vocês as melhores lembranças e parece que o Brasil continuará neste mesmo caminho", afirmou Lula, que também agradeceu a seu vice-presidente, José Alencar, que se encontra "em uma etapa muito difícil de sua doença", lamentou.

A homenagem a Lula, promovida pela presidente argentina, interrompeu por alguns minutos o plenário da 20ª Cúpula Ibero-Americana, visto que o governante antecipou seu retorno ao país.

Cristina, também visivelmente emocionada, presenteou Lula com uma fotografia na qual ele aparece sorrindo junto a Néstor Kirchner, marido da presidente.


Nenhum comentário: