quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Santo Eduardo: No meio do caminho tinha uma pedra!

Rua 13 de Outubro, na chegada da Praça que tem nome de um Presidente do Brasil, Nilo Peçanha, em Santo Eduardo: Cartão de Visita da localidade, refletindo o abandono em que nos encontramos.

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra, uma cratera, um desleixo
tudo, tudo, no meio do caminho.

Nunca poderei esquecer desses acontecimentos
na minha vida santoeduardense tão fatigada
Nunca me esquecerei que sempre nos nossos caminhos
sempre têm uma pedra
Uma pedra, um buraco, o abandono
no meio do caminho.

Até quando?

Apelei desta vez usando uma linguagem diferente, baseada do poema do grande Carlos Drumond de Andrade, "No meio do Caminho", para passar o recado aos nossos governantes, pois apenas comentar e mostrar os nossos problemas normalmente não sensibiliza ninguém nesse município; isso é um fato.

Aguardem:
Vem mais bomba por aí!







4 comentários:

Anônimo disse...

Está na hora da população santoeduardense fazer uma avaliação dos governos que, ao longo dos anos passados, só deram migalhas e beneficiaram os cabos eleitorais. Precisamos dar um basta e nos comprometer mais. Eleger alguém que se comprometa com projetos que beneficie a região, e não algumas pessoas.
Hoje tem médicos formados em Santo Eduardo que estudaram com bolsa da prefeitura, por pagamento de apoio eleitoral. Não é preciso citar nomes. Mas, qual a contrapartida do profissional para com o Municìpio? Nada! É pagamento de apoio político, simplesmente!
As pessoas precisam parar de pensar no próprio umbigo e pensar em todos os umbigos: se o município, a região e Santo Eduardo melhora, todos se dão bem!
Creio que já está passando da hora de virar o jogo e fazer o jogo do progresso coletivo.
Bem sei que muita gente vndeu tudo: dignidade e até a própria alma. Mas, tudo na vida tem volta!
Pensem bem e grande!!!

André disse...

Enquanto continuar o mesmo grupo, e quando falo grupo me refiro a todos, dando nome aos burros o de Arnaldo e do menininho. As coisas continuaram assim. Não é possível que um município que ganha milhões por dia deixe suas "terras" do jeito que estão. Mas dá uma olhada na programção do verão lá...

Anônimo disse...

Caro André,
uma alternativa está se desenhando. Para as eleições extemporâneas em fevereiro, fruto dos desmandos do garotinhos, O PT sai com candidatura própria, tendo o nome da vereadora Odisséia referendado pelo diretório.
Temos que banir o "garotimos" do Municìpio. Entenda como garotismo as práticas nefastas praticadas no municìpio nas últimas décadas!
Abr

Anônimo disse...

Com Odisséia.
Com Garotismo.
Com Arnaldismo.
Santo Eduardo, vai continuar usando esse mesmo poema.
" No meio do caminho, tem uma pedra, uma cratera".
O negócio é EMANCIPAÇÃO JÁ!