quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Roberto Henriques reitera pedido ao presidente da Comissão de Transportes da Alerj para elaboração do TAC

Foto: Audiência pública da Comissão de Transportes da Alerj em junho de 2013

O deputado estadual Roberto Henriques reiterou, no último dia 11 de dezembro, através de um ofício, de nº215/13, endereçado ao presidente da Comissão de Transportes da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), o deputado estadual Marcelo Simão, a solicitação da designação de uma data para a reunião para a elaboração do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para a Autoviação 1001, conforme aprovado em audiência pública. Henriques, que é requerente da audiência pública que aconteceu no dia 11 de junho de 2013, na Alerj, e ficou decidido que a Comissão de Transportes da Alerj iria articular uma data para a formulação da proposta do TAC que tem a finalidade de corrigir as distorções dos preços das passagens praticadas pela empresa 1001 nas linhas que ela goza de monopólio e soluções para as constantes reclamações dos usuários quanto a segurança, observância dos horários, observação do itinerário, não cumprimento do Vale-social, dentre outras.
Após passados 5 (cinco) meses da audiência, Henriques enviou o ofício de nº204/13, enviado no dia 21 de novembro deste ano, à mesma comissão e pedia para que o presidente Marcelo Simão agendasse uma reunião com as presenças do Ministério Público, da Concessionária, do Departamento de transportes rodoviários do Rio de Janeiro (Detro-RJ) e representantes da sociedade civil para a elaboração da proposta do TAC, visando o entendimento para a melhoria dos serviços prestados pela concessionária 1001. Passados mais de 20 (vinte) dias, após o envio do primeiro ofício e sem ter obtido resposta do presidente da comissão, o deputado estadual Roberto Henriques, resolveu enviar outro ofício nº 215/13 reiterando o pedido.
“Quem me conhece um pouco, sabe que jamais requereria uma audiência para tratar de qualquer assunto com intuito de fazer dela um evento. A relação da Empresa 1001 com os usuários produz no cotidiano vários flagrantes de desrespeito. Estou cobrando da comissão que se cumpra o que foi decidido, lavrado em ata e publicado no Diário Oficial do Poder Legislativo. Não deixar a população órfã não é virtude de deputado, é obrigação e dever de ofício. A sociedade precisa de uma resposta”, afirmou o deputado estadual Roberto Henriques.
A empresa 1001 é detentora da concessão para circular em vários trechos intermunicipais no Estado do Rio de Janeiro e tem sido alvo de críticas sobre a qualidade dos serviços e a tarifa cobrada. Ela também tem sido personagem de vários acidentes.

Nenhum comentário: